A VOLTA DA HIDROVIA DO RIO SÃO FRANCISCO

Empurrador/Franave Foto Farnésio Silva
Empurrador/Franave  Foto Farnésio Silva
Pela primeira vez, os produtores de grãos do oeste baiano irão usar como teste a Hidrovia Rio São Francisco para escoar a produção de grãos. Uma carga de 2.400 toneladas da produção será transportada, a partir desta sexta-feira (09/05), de Ibotirama, no centro-oeste do Estado da Bahia, até Petrolina, em Pernambuco, num percurso de 610 Km.  Esta ação é um fomento, que vem sendo articulado por um grupo formado pela Secretaria Extraordinária da Indústria Naval e Portuária  do Estado da Bahia (Seinp),Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e Icofort.
De acordo com o grupo, a mobilização tem o objetivo de chamar a atenção das autoridades federais para a necessidade da revitalização da hidrovia do São Francisco, mostrando que é possível utilizá-la para alavancar com baixo custo o desenvolvimento econômico de diversos municípios. “O transporte hidroviário atualmente está subutilizado no Brasil e já estamos mudando isso com a mobilização”, ressalta o Secretário Carlos Costa. A carga de grãos, que será transportada essa semana, segundo o presidente da Aiba, Júlio Busato,  equivale a 100 carretas.
Inicialmente o potencial de transporte de carga do modal hidroviário se dará até Juazeiro/Petrolina, atingindo em breve 4 milhões toneladas ano. “Isso quer dizer que vamos retirar das tão sofridas rodovias brasileiras 150 mil carretas ano, com economia de 20% para o consumidor final”, sinaliza Costa.
Fonte: Quersaberpolitica

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.