terça-feira, 30 de setembro de 2014

Inscrições para os editais municipais de cultura vão até a próxima sexta-feira 3

9/30/2014 06:37:00 PM
Os artistas e produtores culturais interessados em inscrever propostas nos editais Arte em Toda Parte – Ano II,  Arte Todo Dia e Arte na TV, bem como os que já iniciaram o processo de inscrições e não o finalizaram têm até a próxima sexta-feira (3/10) para cadastrar o seu projeto. As inscrições podem ser feitas no site  www.arteemtodaparte.salvador.ba.gov.br. 
Os proponentes que desejarem inscrever mais de uma proposta em cada edital ou submeter propostas em editais diferentes poderão fazê-lo. No entanto, só é possível que uma proposta de cada edital seja contemplada.
O edital Arte em Toda Parte chega ao seu segundo ano, com ampliação de cem por cento dos recursos, alcançando R$2,4 milhões disponibilizados pela FGM. 
A ação visa a conceder apoio financeiro a projetos artístico-culturais de interesse público, com o objetivo de democratizar o acesso ao financiamento pela administração municipal e incentivar artistas, grupos, coletivos, produtores e instituições do campo da cultura. 
Dessa vez a fotografia também será contemplada, somando-se às categorias Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Culturas Identitárias, Culturas Populares, Dança, Festivais, Teatro, Música e Literatura. 
Serão selecionados pelo menos dois projetos de cada área, que deverão ter valor mínimo de R$30 mil e máximo de R$100 mil.
O edital Arte Todo Dia, tem o objetivo de conceder apoio financeiro a eventos artístico-culturais de pequeno porte realizados na cidade ao longo do ano. 
A seleção será baseada na demanda espontânea, a partir do credenciamento de grupos e artistas soteropolitanos, sendo pré-requisito para a solicitação dos recursos. 
O valor máximo destinado a cada projeto será de R$20 mil e o montante disponibilizado pela FGM totaliza R$500 mil. 
Já o edital Arte na TV busca incentivar a produção independente de obras audiovisuais seriadas, nas modalidades Ficção, Animação ou Documentário. 
Os projetos devem ter finalidade comercial, sendo destinados à exibição inicial em televisão. 
A seleção contemplará uma obra de ficção ou animação e três  documentários. O montante disponível totaliza R$1,5 milhão, sendo que R$1 milhão será aportado pelo Fundo Setorial do Audiovisual da Agência Nacional do Cinema (Ancine /MinC) e R$500 mil pelo orçamento direto da FGM.
Tribuna da Bahia

Rui diz que não espera ‘grande embate’ e que eleitor forma opinião até o dia da eleição

9/30/2014 06:30:00 PM
por Fernando Duarte / Rebeca Menezes
Rui diz que não espera ‘grande embate’ e que eleitor forma opinião até o dia da eleição
Foto: Betto Jr. / Ag. Haack / Bahia Notícias
O postulante ao Palácio de Ondina, Rui Costa (PT), disse não esperar um “grande embate” no debate da Rede Bahia desta terça-feira (30). “Hoje é uma grande oportunidade, porque a emissora tem audiência no estado todo. Portanto, é possível que os eleitores comparem as propostas dos candidatos. A minha expectativa é que a gente possa comparar os programas”, explicou, ao chegar na sede da emissora. O petista disse não guardar nenhum “trunfo” para a última fase da disputa, já que a eleição não será decidida nesta terça. “O eleitor vai formando opinião ao longo dos dias, e até no dia da eleição. Pelo que ele ver, pelo que ele ouvir...”, acredita. O candidato a governador disse que seus temas prioritários do debate serão saúde, educação, segurança e emprego, e afirmou estar confiante na vitória. “O que o eleitor quer em uma eleição? Quer saber o que é melhor para ele e para sua família. É isso que ele busca e eu estou convencido que é o nosso projeto político que pode oferecer uma vida melhor aos baianos”, concluiu.
BN

Souto diz que não evitou falar de Instituto Brasil: ‘Esse assunto já está bastante conhecido’

9/30/2014 06:25:00 PM
por Fernando Duarte / Rebeca Menezes
Souto diz que não evitou falar de Instituto Brasil: ‘Esse assunto já está bastante conhecido’
Foto: Betto Jr. / Ag. Haack / Bahia Notícias
O candidato a governador Paulo Souto (DEM) negou que tenha evitado o caso do Instituto Brasil, já conhecido como “mensalinho baiano”, nos debates. “Esse assunto já está bastante conhecido. Todos os detalhes do que aconteceu já são conhecidos pelo tratamento que boa parte da imprensa deu”, afirmou, ao chegar à sede da Rede Bahia. A emissora transmite o último debate entre os postulantes ao governo, que Souto classificou como “último momento do confronto direto entre os candidatos”. Para ele, esse será o momento dos eleitores tirarem as últimas dúvidas sobre os programas e de se esclarecer as propostas para os indecisos. O prefeito ACM Neto (DEM) acompanhou, novamente, o colega do partido, e disse que Paulo Souto “tem que estar preparado para enfrentar os adversários de turma por estar liderando e com grandes chances de vencer no primeiro turno”. “Ele é o mais preparado e tem as melhores condições de governar a Bahia”, defendeu.

BN

Prefeitura de Juazeiro tem contas aprovadas com ressalvas

9/30/2014 03:48:00 PM
Foto de internet
O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta terça-feira (30/09), aprovou com ressalvas as contas da Prefeitura de Juazeiro, na gestão de Isaac Cavalcante de Carvalho, relativas ao exercício de 2013, com aplicação de multa no valor de R$4 mil e determinação de ressarcimento aos cofres, com recursos pessoais, de R$6.055,31, em função de despesa com publicidade caracterizada como autopromocional (R$2.330,54) e pagamento irregular a secretário municipal (R$3.724,77).
O município apresentou uma receita arrecadada no montante de R$384.420.327,72 e as despesas realizadas alcançaram a importância de R$368.093.102,13, resultando em superavit orçamentário de R$16.327.225,59.
A despesa com pessoal foi realizada no importe de R$212.589.736,67, correspondendo a 57,82% da Receita Corrente Líquida de R$367.648.595,36, extrapolando o limite de 54% previsto no art. 20 da Lei de Responsabilidade Fiscal. O relator do parecer, conselheiro Raimundo Moreira, advertiu que a não redução dos gastos ao limite citado poderá acarretar multa equivalente a 30% dos seus vencimentos anuais.
O relatório técnico destaca ainda a inexpressiva cobrança da dívida ativa, omissão na cobrança de multas e ressarcimentos imputados a agentes políticos, falta de transparência nas liquidações e pagamentos de despesas e processo licitatório não encaminhado ao tribunal.
Cabe recurso da decisão.
 
 
 
 
Priscila Leite
Assessoria de Comunicação / TCM-BA

Datafolha: Dilma Rousseff tem 40%, Marina Silva 25% e Aécio Neves 20%

9/30/2014 03:34:00 PM
Pesquisa Datafolha para Presidência da República divulgada no final da tarde desta terça-feira (30/9) aponta que Dilma Rousseff (PT) mantém a dianteira na corrida presidencial com 40% das intenções de voto. Marina Silva (PSB) vem a seguir com 25% e Aécio Neves (PSDB) tem 20%. 
Na pesquisa anterior, do dia 26 de setembro, Dilma tinha 40% das intenções de voto contra 27% de Marina e 18% de Aécio. A pesquisa confirma assim a tendência de queda da candidata neosocialista e tendência de alta do tucano.
Veja os números
-- Dilma Rousseff (PT): 40%
-- Marina Silva (PSB): 25%
-- Aécio Neves (PSDB): 20%
-- Pastor Everaldo (PSC): 1%
-- Luciana Genro (PSOL): 1%
-- Eduardo Jorge (PV): 0%
-- Zé Maria (PSTU): 0%
-- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%
-- Eymael (PSDC): 0%
-- Levy Fidelix (PRTB): 0%
-- Mauro Iasi (PCB): 0%
-- Brancos e nulos: 5%
-- Não sabem: 5%
Segundo turno
A pesquisa Datafolha simulou ainda dois cenários de segundo turno. Numa disputa entre Dilma e Marina, a candidata do PT teria 49% das intenções contra 41% da socialista. Na semana passada, Dilma tinha 47% e Marina, 43%.
Quando o embate se dá entre Dilma e Aécio, a petista vence por 50% a 41%. Na última semana, a petista tinha 50% e Aécio 39%.
No item rejeição, Dilma mantém a dianteira.
Veja os números
-- Dilma Rousseff: 31%
-- Marina Silva: 25%
-- Aécio Neves: 23%
-- Pastor Everaldo: 22%
-- Levy Fidelix: 20%
-- Zé Maria: 18%
-- Eymael: 18%
-- Luciana Genro: 16%
-- Rui Costa Pimenta: 15%
-- Eduardo Jorge: 15%
-- Mauro Iasi: 14%
O Datafolha ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios nos dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) - número BR-00905/2014.

Souto diz que trabalhará para reverter o “caos na saúde”

9/30/2014 03:31:00 PM
Foto: Valter Pontes/Coperphoto

Paulo Souto durante evento em Juazeiro
“O governo do PT não cuida dos baianos e a maior prova disso é o caos na saúde, onde as pessoas estão morrendo sem atendimento. Vamos ganhar as eleições para cuidar de verdade do povo da Bahia”, afirmou o candidato a governador, Paulo Souto, da coligação “Unidos pela Bahia”, na tarde desta terça-feira (30). De acordo com Souto, a situação da saúde é tão grave que será necessário trabalhar intensamente desde o primeiro dia de governo para reverter o quadro atual. Como medida emergencial, o candidato oposicionista a governador pretende contratar vagas nos setores filantrópico e privado para atenuar a falta de leitos na rede de hospitais estaduais. “Vamos comprar leitos para atender os pacientes até que consigamos ampliar e reestruturar a rede estadual. Precisamos acabar com o descaso na saúde, que está vitimando o nosso povo”. Por onde andou nesta campanha, Paulo Souto ouviu relatos comoventes da degradante situação em que se encontra o sistema público de saúde na Bahia. “Em Vitória da Conquista, mais de 100 profissionais de saúde denunciaram a condição desumana em que está funcionando o Hospital de Base da cidade, em que os corredores passaram a substituir as enfermarias”. A reformulação da gestão do sistema de saúde está entre as primeiras ações planejadas por Paulo Souto, se eleito. “Uma administração mais eficaz pode solucionar parte do problema na área de saúde. Por incrível que pareça, com toda a dificuldade atual, há salas de cirurgias ociosas e andares inteiros de hospitais estaduais que não estão sendo utilizados, bem como diversas outras enfermarias e unidades, que foram equipadas, mas estão sem uso”.
politicalivre

Rui Costa intensifica atividades em reta final de campanha

9/30/2014 03:29:00 PM
Foto: Divulgação

Candidato Rui Costa retoma as atividades de rua
Nessa reta final de campanha, após dois dias consecutivos de debates em emissoras de televisão, o candidato Rui Costa retoma as atividades de rua e viaja com a Caravana 13, na noite da quarta-feira (1º), para Barreiras. Lá fará comício e no dia seguinte volta a Salvador para grande ato popular em Cajazeiras. No mesmo dia, à noite, estará em Camaçari para um novo comício. Na sexta faz caminhadas no bairro do Bonfim e Baixa dos Sapateiros. No último dia de campanha, sábado, visita o município de Lauro de Freitas. “O contato direto com o eleitor, olho no olho, é muito positivo e dá energia, sobretudo depois da maratona de visitas a cerca de 300 municípios que eu, Otto e Leão fizemos, desde o início de julho”.
POLITICALIVRE

MP recebe documentos sobre o “mensalinho baiano”

9/30/2014 03:27:00 PM
Foto: Divulgação

Promotora Rita Tourinho
Chegou via e-mail, na manhã desta terça-feira (30), ao Ministério Público (MP-BA), documentos enviados pela presidente do Instituto Brasil, Dalva Sele Paiva, que devem comprovar as denuncias de desvio de verba publica, o chamado “mensalinho baiano”, revelado pela revista Veja. os documentos foram encaminhados à promotora Rita Tourinho, responsável pelo caso. Entre os documentos que comprovariam o suposto caixa dois, existem folhas de pagamento e recibos destinados a cúpula petista. Ainda não tem uma data especifica de quando a presidente do instituto será ouvida para prestar maiores esclarecimentos sobre as acusações.
POLITICALIVRE

PAULO SOUTO DIZ QUE PT FOGE DAS EXPLICAÇÕES SOBRE DENÚNCIAS DA VEJA

9/30/2014 03:20:00 PM
“Ao querer tentar desmoralizar as denúncias sobre o desvio de verbas para financiar campanhas do PT, o candidato do governo tenta ofuscar um fato extremamente grave que aconteceu”, afirmou o candidato a governador Paulo Souto, durante o debate da TV Aratu desta segunda-feira (29).
O candidato da chapa “Unidos pela Bahia” foi questionado pela jornalista Regina Bochicchio sobre a tentativa da chapa governista de querer politizar o debate em torno das investigações que envolvem o Instituto Brasil. De acordo com Souto, a constatação dos desvios já é do conhecimento do Ministério Público e do Tribunal de Contas há dois anos.
“O fato novo, que não temos nada a ver com isso, foi a revelação que esses desvios serviriam a determinadas figuras do PT. Se há que se contestar algo, que contestem a Revista Veja e a diretora do instituto”, comentou.
Paulo Souto acrescentou que as ligações entre o governo do PT e o Instituto Brasil vão além do contrato de construção de casas populares com o Fundo de Combate à Pobreza. O candidato revelou que durante o Governo Wagner existiram contratos entre o governo e o instituto, ou com pessoas ligadas ao instituto, de subsídio à habitação social, de transporte e da gestão de um hospital em Irecê.
“São todas as suspeitas que pairam sobre o governo que eles têm que explicar. Não temos absolutamente nada a ver com essas denúncias”, concluiu.
Asscom/DEM

“O PT nem pode mais ser considerado de esquerda”, diz Luciana Genro

9/30/2014 03:17:00 PM
Luciana Genro
Desde que assumiu o posto de candidata do Psol à presidência da República, Luciana Genro adotou uma estratégia pouco sutil de atuação na tentativa de atrair a atenção do eleitor e demarcar a posição do seu partido que nasceu de uma dissidência do Partido dos Trabalhadores (PT). Rotula os adversários mais bem posicionados nas pesquisas de intenção de voto — Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) — de “irmãos siameses”. Também critica o seu antigo partido, afirmando que este não pode mais ser considerada uma sigla de esquerda.
“Eu acho que o PT nem pode mais ser considerado um partido de esquerda. Acho que nem eles se revindicam como partido de esquerda, no máximo, de centro-esquerda”, provoca durante entrevista exclusiva que concedeu a um site de notícias.
Luciana Genro defende uma ampla auditoria na dívida pública e a reestatização de áreas estratégicas do governo, como a energia. “Podem me chamar de populista. Para defender os interesses do capital, dos bancos, das empreiteiras, já tem o PT, o PSDB, a Marina. Eu vou defender os interesses do povo”, conclui.
portalcasanova

SENTO SÉ: Vice-prefeito Manoel da Paixão assume prefeitura pela segunda vez

9/30/2014 03:05:00 PM
Foto: Tonny Lopes
Aconteceu no inicio da tarde desta terça-feira (30) a Sessão Solene na Câmara Municipal de Vereadores, que deu posse pela segunda vez ao Vice-Prefeito Manoel da Paixão no comando da prefeitura de Sento Sé. Em rápida solenidade, com a presença de dez dos treze vereadores, secretários e servidores públicos municipal. No ultimo dia 25, o prefeito foi afastado do cargo por conta de sentença proferida pela 2ª Câmara do Tribunal de Justiça da Bahia. Apenas o Vereador Hipólito Domingos usou a tribuna. Os dois vereadores de oposição não quiseram fazer pronunciamentos. 

Após leitura e aprovação da Ata de Posse o Presidente da Casa Legislativa, Moacir Martins, franqueou o livro a fim de que as pessoas presentes pudessem assina-lo. Rodolfo Café, Rozalvo Almeida, José Carlos Damasceno, José Carlos dos Santos, Luciana Cristina, Catarino Reis, Dr. Herbert Ribeiro, Ney Freire e outros.


EDITAL DE CONVOCAÇÃO DAS ELEIÇÕES SINSERSB 2014

9/30/2014 08:45:00 AM
Foi publicado nesta manhã o Edital de convocação para as Eleições do Sistema Diretivo do Sindicato dos Servidores Públicos de Sento Sé, que escolherão a próxima composição de sua Diretoria Executiva para o quadriênio 2015 a 2019, nos termos previsto do edital. O Edital publicado nesta data encontre-se disponível na Sede do Sindicato, no mural da Prefeitura Municipal e em diversos locais de trabalho dos servidores.
Os filiados interessados devem realizar o registrado da chapa na Secretaria do SINSERSB, localizada à Rua Laurentino Ferreira Campos, s/n – Centro – Sento Sé/BA no período compreendido entre 30/09/2014 a 06/10/2014, no horário das 09h às 16 horas.

Assessoria de Comunicação do SINSERSB

-- 
SINSERSB - SINDICATO DOS SERVIDORES
   PÚBLICOS MUNICIPAIS DE SENTO-SÉ
 
Contato Telefone: (74) 3537-2628
Rua Laurentino Ferreira Campos, S/N - Centro - CEP 47.350-000
CNPJ: 08.071.675/0001-33

A partir de hoje, eleitor só pode ser preso em flagrante delito

9/30/2014 07:23:00 AM
A legislação eleitoral prevê que, a partir de hoje (30) e até 48 horas após o encerramento das eleições, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.
Caso haja eleição em segundo turno para presidente da República ou governador, previsto para o dia 26 de outubro, a proibição da prisão de eleitor passa a valer a partir do dia 21 de outubro e também vigora até 48 horas depois do encerramento da votação.
A determinação está no Código Eleitoral, art. 236, caput. (Lei nº 4.737/1965).
Tribunadabahia

IMPRENSA NACIONAL DÁ VITÓRIA A PAULO SOUTO NO 1ª TURNO

9/30/2014 07:17:00 AM
Foto: Valter Pontes

Paulo Souto é considerado um dos candidatos a governador que vencerá as eleições no primeiro turno pela imprensa nacional. Em matéria desta terça-feira (30), o jornal O Globo coloca a Bahia entre os 14 estados brasileiros, onde a disputa eleitoral se encerra no próximo domingo, dia cinco de outubro, com a vitória de Souto. O diário do Rio de Janeiro se baseia nas pesquisas realizadas por institutos tradicionais, sérios e de respeitabilidade, como o Ibope e o Datafolha. Em O Globo, Paulo Souto é apontado como um dos candidatos da oposição a governador que vai derrotar o PT nos principais colégios eleitorais do País. Com mais de 10 milhões de eleitores, a Bahia é o quarto estado brasileiro em número de votos. Pelo Ibope, Souto tem 43% das intenções de voto, o que corresponde a 54,4% dos votos válidos contra 45,6% do somatório de todos adversários. A larga vantagem garante ao candidato da coligação “Unidos pela Bahia” a eleição no primeiro turno.
politicalivre

PT SE PREPARA PARA DISPUTAR 2° TURNO COM AÉCIO

9/30/2014 04:23:00 AM

MANCHETE DOS JORNAIS

9/30/2014 04:13:00 AM
A Tarde – Candidatos repetem promessas e centram ataques em Souto
Correio – Mulher-bomba dá detalhe das provas
Tribuna - Debate teve mais acusações que propostas
Folha de S. Paulo - Com Dilma em alta, Bolsa tem maior queda em 3 anos
O Estado de S. Paulo – Bolsa cai e dólar dispara com cenário eleitoral.

Paulo Souto: “Desviar recursos públicos não é cuidar dos pobres”

9/30/2014 04:11:00 AM
Foto: Valter Pontes

O candidato a governador pelo DEM, Paulo Souto, repudiou os indícios de desvio de recursos do Fundo de Combate à Pobreza pelo Instituto Brasil, ONG ligada ao PT baiano. “Lamento profundamente os indícios constatados pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas do desvio de recursos que seriam para casas populares. Isso não é tratar dos pobres. Tratar dos pobres é ter responsabilidade sobre estes recursos, como eu tive ao criar o Viver Melhor e o Bahia Azul”, lembrou Paulo Souto durante o debate da TV Aratu desta segunda-feira (29). O candidato oposicionista também descreveu o atual cenário das secretarias de Estado, onde as pastas são negociadas em troca de apoio político. “Sempre governei considerando a indicação de um quadro qualificado do ponto de vista ético, moral e profissional. Os partidos que quiserem governar conosco, terão a obrigação de ter excelentes quadros do ponto de vista ético, técnico e moral”, definiu Paulo Souto.
politicalivre

Conselheiro do TCE diz haver irregularidade em compra de ferries

9/30/2014 04:10:00 AM
Foto: Divulgação

O conselheiro do Tribunal de Contas Estadual (TCE) Pedro Lino encaminhou aos ministérios públicos Estadual e Federal, documentos que, acredita, apontam irregularidades na aquisição, feita pelo governo do estado, de duas embarcações gregas no ano passado. “A documentação mais recente demonstra que há fortíssima suposição de crime. Quem ganhou a licitação realizada em novembro foi a empresa portuguesa Happy Frontier. Era uma licitação de compra. A documentação é da Capitania dos Portos da Grécia que diz que até 22 de maio de 2014 esses ferries eram de tomadores gregos. Quem fez a proposta de venda, vendeu o que não era proprietário, isso pelo Código Penal Brasileiro parece configurar um crime de estelionato”, afirmou ao CORREIO o conselheiro. Desde novembro de 2011, o TCE apura a compra. Os documentos foram fornecidos pelo representante de uma empresa que fazia concorrência à vencedora. Os valores pagos pela Happy Frontier pelos ferries seriam de R$ 35 milhões (valores convertidos do Euro) e a mesma empresa recebeu R$ 54,9 milhões do governo. Leia mais no Correio*.
politicalivre

Candidatos apostam as fichas nos últimos programas eleitorais na TV

9/30/2014 03:14:00 AM
A três dias do término da campanha política na televisão, é hora das candidaturas presidenciais dosarem o tom e acertarem a mão no discurso para seduzir o eleitorado que vai às urnas no domingo. Dilma Rousseff (PT) insistirá hoje nos ataques, embora com menor intensidade, à candidata do PSB, Marina Silva. Essa, por sua vez, reforçará que manterá os programas sociais, um antídoto ao discurso do medo petista. Aécio Neves (PSDB) manterá a estratégia de se colocar como a mudança com qualidade e dizer que as suas duas adversárias têm origens iguais e promoverão resultados semelhantes para o país.

A tática para o último programa, que vai ao ar depois de amanhã, na quinta-feira, horas antes do debate eleitoral na TV Globo, varia de candidatura para candidatura. Dilma aproveitará os últimos 12 minutos, em dois blocos, a que tem direito no primeiro turno para um grande balanço das duas gestões petistas — dela e de Luiz Inácio — amplificando os ganhos sociais e econômicos ao longo deste período. “O último programa é mais para cima. Não é hora de fazer propostas”, disse um estrategista da campanha Dilmista.

Aécio Neves vai definir o formato do programa de acordo com as pesquisas de intenção de voto que serão divulgadas entre hoje e amanhã. Se for repetida a tendência de aproximação entre o tucano e Marina Silva, os marqueteiros vão explorar o tema e intensificar o pedido pelo voto útil e consciente. “Não podemos alterar nossos caminhos e as escolhas feitas até o momento. Mas também não há como negar que Marina e Aécio estão vivenciando uma parábola nas campanhas. Só que a dela está na curva descendente”, disse um aliado do senador mineiro.

Onda positiva

Depois de tentar escapar dos ataques que vêm sofrendo dos adversários e deixar claro a manutenção dos programas sociais, os marineiros vão convidar artistas e personalidades que aderiram à socialista na tentativa de formar uma onda positiva. “Será um momento de convidar o eleitor para participar desse momento de escolha. Vamos mostrar que Marina é única na história brasileira. Os artistas e conhecidos que quiserem gravar serão bem-vindos, mas nada que eu possa contar”, argumenta o coordenador-geral da campanha, Walter Feldmann. Uma das participações esperadas é a de Renata, viúva de Eduardo Campos. Em um vídeo, ela destacará a afinidade e a sintonia entre os dois.

Antes do grand finale, contudo, a tendência é que os ataques continuem. Dilma deve aproveitar a propaganda de hoje para explorar o debate promovido pela TV Record, sobretudo o embate no qual a presidente afirmou que Marina Silva foi contrária à CPMF. Ontem, a campanha da ex-senadora divulgou uma nota afirmando que o PT pinçou momentos dessa votação para distorcer os fatos. “A verdade é outra. A então senadora pelo PT se opôs a todas as propostas em debate que ofereciam a possibilidade de distorção da finalidade social da CPMF, em especial aquelas que permitiam o uso dos recursos da contribuição para tampar os rombos das contas do governo federal.”

Para os dilmistas, Marina tem mostrado sua inconsistência ao longo da campanha. “Ela é contraditória nas palavras e nos atos e isso ajudou a campanha. João Santana acertou na mão nas propagandas até o momento”, disse o secretário de organização do PT, Florisvaldo de Souza. Marina manterá a neutralidade. A decisão de não partir para ataques diretos nos dois minutos que a candidata do PSB tem no rádio e na televisão tem um propósito claro para o coordenador da campanha da pessebista, Walter Feldman: “Esse é o canto dos adversários. Não vamos para o ataque, podemos ser críticos, mas não ofensivos. Vamos privilegiar os programas, as esperanças”, completou.

A última semana também será marcada pelo suspense. Na campanha dilmista, já há quem ache possível um segundo turno entre Dilma e Aécio, com Marina fora da disputa. “A candidatura de Marina está derretendo. Resta saber se haverá tempo para que o tucano reverter a queda”, disse um interlocutor da campanha petista.

Idas e vindas
Veja como os três principais presidenciáveis conduziram a propaganda eleitoral gratuita na tevê

Dilma Rousseff (PT)
» A presidente Dilma iniciou os programas exaltando resultados dos quase 12 anos do PT à frente da Presidência. Sem ataques nominais, ela centrou suas críticas no candidato do PSDB, Aécio Neves, relacionando-o à gestão de Fernando Henrique Cardoso. Com o crescimento de Marina Silva (PSB) nas pesquisas, ela passou a concentrar os ataques na ex-senadora. A estratégia foi tratar a concorrente como uma política fraca e que muda de opinião de acordo com as pressões. O PT usou ainda a estratégia do medo ao dizer que o país pode quebrar caso Marina vença e ponha em prática sua proposta de dar autonomia ao Banco Central. Marina continua o alvo de ataques mais fortes.

Marina Silva (PSB)
» A candidata do PSB, Marina Silva, abriu o programa eleitoral na ressaca da morte do ex-colega de chapa, Eduardo Campos. As primeiras propagandas da candidata serviram para ela e o candidato à vice-presidente na chapa, Beto Albuquerque, se apresentarem e assegurarem que vão manter as propostas de Campos. Com a ascensão da socialista nas pesquisas e dos ataques adversários, ela passou a usar parte do programa para rebater e esclarecer o que chamou de boatos. Em um dos programas, Marina usou seus dois minutos para replicar discurso em que ela diz que já passou fome e que quem já viveu essa experiência nunca acabaria com o Bolsa Família.

Aécio Neves(PSDB)
» O tucano dedicou as duas primeiras semanas do programa eleitoral para se apresentar ao eleitor. No início, Aécio tinha como foco de críticas apenas à presidente Dilma. Com o crescimento de Marina Silva — que chegou a passar a petista no segundo turno, de acordo com as pesquisas —, o senador começou a dividir suas críticas entre as duas candidatas. A estratégia foi apresentar Dilma e Marina como candidatas parecidas, reforçando sempre a origem petista da ex-senadora. No meio deste mês, quando voltou a crescer nas pesquisas, Aécio passou a reforçar os ataques às duas concorrentes, mas aproveitou o novo fôlego para voltar a se apresentar ao eleitor.

Correio Braziliense

ELEIÇÕES 2014: Empate na reta final

9/30/2014 02:45:00 AM

Pesquisa ISTOÉ/Sensus mostra que a sucessão presidencial será decidida no segundo turno e que Aécio e Marina chegam embolados na última semana de campanha

Os candidatos Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) entram na semana que antecede o primeiro turno das eleições presidenciais em empate técnico. Essa é a principal constatação feita pela pesquisa ISTOÉ/Sensus realizada entre o domingo 21 e a sexta-feira 26. Segundo o levantamento, Marina tem 25% das intenções de voto e Aécio 20,7%. Como a margem de erro da pesquisa é de 2,2% para mais ou para menos, ambos estão empatados tecnicamente na briga por um lugar no segundo turno. A presidenta Dilma Rousseff (PT) conta com 35% e só não estará na segunda etapa da disputa se houver uma hecatombe nuclear sobre a sua campanha. A pesquisa mostra que tanto Dilma como Aécio acertaram nas estratégias adotadas nas últimas semanas. A presidenta reforçou os ataques contra Marina, exagerou na defesa de seu governo e intensificou as agendas públicas. Com isso, cresceu 5,3% durante o mês de setembro. O senador mineiro procurou demonstrar as semelhanças entre Dilma e Marina, questionou a veracidade do que ambas mostravam em seus discursos e colocou-se como a alternativa mais segura para mudar os rumos do País. A estratégia lhe valeu um crescimento de 5,5 pontos percentuais nos últimos 30 dias. Já Marina apostou em se colocar como vítima de uma campanha que chama de “difamatória” e adotou um tom emocional tanto em entrevistas como nos palanques. Não conseguiu explicar as contradições de seus discursos e perdeu 4,5 pontos percentuais em menos de um mês. “Pela primeira vez se constata a situação de empate técnico entre Marina e Aécio. O senador mineiro chega na reta final com tendência de crescimento e a ex-senadora com tendência de queda”, diz Ricardo Guedes, diretor do Instituto Sensus.
01.jpg

Policiais civis paralisam atividades por 48 horas a partir de amanhã

9/30/2014 02:33:00 AM
Foto: Almiro Lopes/Arquivo Correio

30% do efetivo vai trabalhar em casos de flagrante, termo circunstanciado e levantamento cadavérico
Os policiais civis vão parar as atividades nesta terça e quarta-feira em todo o estado. A paralisação de 48 horas começa às 8h do dia 30 de setembro e termina às 8h do dia 2 de outubro. A decisão foi tomada em assembleia promovida pelo Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Secretaria de Segurança Pública (Sindpoc), no dia 15 de setembro. Durante o período de paralisação, 30% do efetivo vai ser mantido, para casos de prisão em flagrante, termo circunstanciado e levantamento cadavérico. De acordo com Marcos Maurício, presidente da entidade, a categoria vai parar em reivindicação à promoção de 2.583 profissionais, cuja lista final deveria ser publicada em abril. A assessoria de imprensa da Polícia Civil divulgou acordo assinado por representantes do Sindpoc, da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e da Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb), em que constava a promoção de 988 investigadores, 243 escrivães e dois peritos técnicos, totalizando 1.233 profissionais. “Nossa reivindicação é que eles cumpram a lei 12.601/2012. O artigo 11 diz que todos que têm seis anos de serviço e foram avaliados acima de 55 pontos serão promovidos”, declarou Marcos Maurício. O texto, disponível no site da Casa Civil, diz que investigadores, escrivães e peritos técnicos deveriam ser promovidos para a “classe imediatamente superior” em 1º de abril. Sara Verbena, assessora do Gabinete do Delegado Geral, diz que a data marca o fim do período de avaliação dos servidores a serem promovidos – com início em 1º de janeiro. O decreto 14.474/2013, que regulamenta a lei em questão, garante que a promoção terá efeitos retroativos a 1º de abril, observada a disponibilidade financeira e orçamentária.
Estela Marques, Correio24h/politicalivre

Juiz rebate acusações de ter “censurado” reportagem

9/30/2014 02:31:00 AM
Foto: TRE-BA

Juiz Cláudio Césare se defende de acusações
Após proibir que o DEM-BA utilizasse em sua propaganda eleitoral a reportagem da revista Veja, onde acusa o PT baiano de desviar verba que seria voltado para programa habitacional, e, consequentemente, ter sido acusado pelos democratas de ter “censurado” a sigla, o juiz Cláudio Césare Braga Pereira, membro do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), em nota à imprensa nesta segunda-feira (29), afirma que “não se pode confundir a liberdade de imprensa com a liberdade assegurada à propaganda eleitoral. Enquanto no primeiro caso não é permitida a censura prévia, no segundo, a própria legislação eleitoral prevê a suspensão da publicidade quando esta incorrer em excessos ou abusos”, diz o juiz através de nota. Ainda segundo o magistrado, As decisões não proibiram a referência, na propaganda, à matéria da Veja. Apenas determinou que trechos da propaganda do DEM fossem suprimidos da mesma maneira que determinou que trechos da propaganda do PT fossem retirados. “Ao longo do processo eleitoral, proferi diversas decisões, a favor e contra ambas as candidaturas, não havendo porque se falar em privilégio de uma em detrimento da outra. Enfatizo que as minhas decisões têm buscado seguir uma linha de coerência. O mesmo entendimento que adotei para retirar trechos da propaganda quando o pedido foi feito pelo candidato Rui Costa, usei quando o pedido partiu do candidato Paulo Souto. Ambos os candidatos tiveram o mesmo tratamento”, enfatiza Césare.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Negromonte intermediou contrato Youssef e empresa após informação privilegiada, diz Veja

9/29/2014 12:06:00 PM
Negromonte intermediou contrato Youssef e empresa após informação privilegiada, diz Veja
Foto: Reprodução
À época ministro das Cidades e hoje conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Mário Negromonte teria intermediado o contato entre o doleiro Alberto Youssef e proprietários da empresa Controle, de Goiânia, em 2011. Segundo a revista Veja, Negromonte, então da direção nacional do PP, informou a Youssef que o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) iria editar uma portaria que obrigava montadoras a instalar sistemas de localização em todos os carros e indicou ao doleiro que a empresa goiana, com certificação para instalar o monitoramento, passava por dificuldades financeiras. Diante da consultoria, Youssef encarregou a contadora Meire Poza para viabilizar o investimento de R$ 3 milhões na Controle. “O Negromonte chamou o Beto (Youssef) e disse que tinha uma empresa que tinha a licença do Denatran, só que estava quase quebrada: ‘Vai lá e compra que nós estamos com o negócio na mão’”, relatou Meire. Procurado pela publicação, Luciano Mendes, um dos sócios da Controle, confirmou que esteve com Alberto Youssef e Mário Negromonte, durante a negociação da sociedade em 2011. Negromonte, que admitiu conhecer o doleiro, garantiu à revista que nunca ouviu falar da Controle nem de seus sócios.

BN

Empresa de Dalva foi contratada sem licitação pela Sesab, diz jornal

9/29/2014 12:04:00 PM
Empresa de Dalva foi contratada sem licitação pela Sesab, diz jornal
Foto: Reprodução
Dalva Sele Paiva não apenas fez negócios com administrações estaduais e prefeituras como presidente do Instituto Brasil, mas também com empresas montadas para fazer negócios com o setor público. De acordo com matérias obtidas pelo jornal A Tarde, a Selle Serviços de Transporte, cujo sócio majoritário era o filho de Dalva, Mateus Paiva, foi contratada sem licitação pela Secretaria estadual de Saúde (Sesab) para gerenciar o posto de saúde de Itabuna, extremo sul baiano, nos anos de 2009 e 2010. O contrato totalizou um repasse de R$ 960.422,50 em 2009 e R$ 486.397,56 em 2010. A secretaria explicou que houve dispensa de licitação nos dois casos e o motivo teria sido o fato de que, no primeiro período, o município decretou situação de emergência em virtude de uma epidemia dos casos de dengue. O segundo episódio foi a epidemia do vírus H1N1, verificada “com muita intensidade em Itabuna e região”. A empresa de Dalva teria competido com mais duas empresas “devidamente regularizadas, credenciadas e habilitadas junto à Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb)”, e teve parecer favorável da Procuradoria Geral do Estado (PGE). Selle ainda teria doado R$ 20 mil para a campanha do petista Amauri Teixeira (PT), em 2010. Teixeira era o subsecretário da Sesab no período dos contratos.

BN

Coluna A Tarde: Paraíso da corrupção

9/29/2014 11:59:00 AM
por Samuel Celestino
Coluna A Tarde: Paraíso da corrupção
O sistema partidário brasileiro é, basicamente, uma das razões que leva à corrupção que alimenta, em parte, a classe política. Com um sistema pluripartidário desorganizado, com nada menos de 32 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral, não se pode esperar nada desta inflação de legendas. A não ser multiplicar “vantagens” de quem estiver no poder, que as repassa em troca de apoios congressuais para formar a sua base de apoio ao governo.

Não se trata de trabalhar para o bem público. O que vale, com tal número de partidos, são as vantagens distribuídas, de uma forma ou de outra, aos políticos e apaniguados. Há exceções, é claro. A continuar deste modo, creio que, se não houver uma reforma ampla, Dilma Rousseff, Marina Silva ou Aécio Neves, seja lá quem chegar ao poder nestas eleições, não terá condições de governabilidade. Por quê? A resposta  se vincula ao divisionismo dentro do Congresso Nacional. A Câmara dos Deputados, com 513 parlamentares, e o Senado, com 82 senadores.

Parte dos que serão eleitos no próximo domingo chegará ao parlamento ávidos (nem todos, que fique claro) para usufruir dos “favores” que se tornaram comuns, em forma de contratos superfaturados com empreiteiras, como se observa no escândalo que envolve a Petrobras, dentre outros, como o novo caso que explode na Bahia, sem que haja certezas do que ocorreu, a partir das denúncias oriundas da dona da ONG Instituto Brasil, Dalva Sele, que se diz petista. Não dá para acreditar.

Sem o apoio de partidos, ninguém governa. Foi o que aconteceu com Fernando Collor de Mello, lá nos anos 90, com a sua postura imperial, cercado pelo seu tesoureiro de campanha, PC Farias. Ou se muda tudo, ou permanece o tome lá, dá cá. A estrutura da República leva à vergonhosa situação segundo a qual o governo que não possua maioria, empaca. O jogo é a troca ou o balcão de negócios onde o que vale são os cargos distribuídos aos amigos e, aos partidos, os ministérios. 

O chamado sistema de coalizão partidária não passa de uma embromação política, que surgiu lá nos anos 90. Em sequência veio a social-democracia de Fernando Henrique Cardoso, que acompanhou uma onda internacional onde este tipo de governar só deu resultados na Inglaterra quando estava à frente do poder Margareth Thatcher.

Ou o futuro governo parte para uma ampla reforma ou terá sérios problemas, porque grande parte da população politizada ou com melhor formação educacional dá sinais evidentes de que é preciso mudar, como tem acontecido nas manifestações.

Quando se delineou a Nova República, idealizada por Tancredo Neves após a ditadura militar, o desejo dos brasileiros era uma democracia livre, aberta, com uma Constituição moderna e Cidadã. Ulysses Guimarães e os constituintes tiveram a melhor das intenções. Queríamos todos enterrar os tempos da ditadura e formar um País com um número de partidos que representasse a democracia moderna. Deu-se que, com o passar dos tempos, as lacunas da legislação abriram espaços para transformar partidos políticos em balcão de negócios. Agora, sendo 32 deles, levaram o Palácio do Planalto criar 39 ministérios.

Só há um jeito: virar o país de ponta-cabeça para dar espaço a uma reforma ampla, de modo a diminuir o número de legendas; realizar uma reforma eleitoral competente, com mudanças substanciais. Enfim, o próximo governo terá que ser marcadamente de mudanças. Se assim não for o País continuará sendo o que é: o paraíso da corrupção.

* Coluna publicada originalmente na edição deste domingo (28) do jornal A Tarde

Sequestrador que mantém refém em hotel foi vereador pelo PP no Tocantins

9/29/2014 11:58:00 AM
O sequestrador que mantém um refém no Hotel Saint Peter, em Brasília, foi identificado como Jac Souza dos Santos, 30, e, segundo as autoridades que investigam o caso, foi vereador e secretário de Agricultura da cidade de Combinado (TO) pelo PP. A polícia apurou também que ele possui fazenda no valor de R$ 600 mil. A vítima, que trabalha como mensageiro do hotel, foi identificado como Ailton. A informação foi confirmada pelo secretário-geral do PTN e ex-gerente do hotel, Clodoaldo Andrade. O presidente da sigla, José de Abreu, é um dos sócios do estabelecimento, que quase se tornou o emprego do ex-ministro José Dirceu, preso por conta do mensalão. A polícia também confirmou que Jac exige a extradição do ativista Cesare Battisti e a aplicação efetiva da lei da Ficha Limpa. Ele prendeu supostos explosivos ao corpo de Ailton, no 13º andar do hotel e quer que seus pedidos sejam executados até as 18h. Policiais encontraram uma carta no Tocantins, na qual ele faz uma despedida e afirma que fará um ato desesperado para mudar a situação política no país. Com informações do jornal O Estado de S. Paulo e portal Terra.

bn

Dilma não cumpriu 43% das promessas de 2010

9/29/2014 11:44:00 AM
Foto: Fabio Pozzebom

Um balanço feito pela Folha de S. Paulo mostra que a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), teve um desempenho final um pouco acima da média durante o seu mandato. Em quase quatro anos, Dilma cumpriu integralmente 22 de 69 promessas feitas por escrito em 2010. Os melhores desempenhos da petistas foram nos temas trabalhistas, onde só tira nota “A”, e na área de saúde. Dilma fez mais da metade do prometido em 17 compromissos assumidos, mas teve desempenho insatisfatório em 16 promessas, além de abandonar 14 juramentos. As piores “notas”, segundo o jornal, foram nas áreas de meio ambiente e segurança. As avaliações feitas pela Folha foram feitas a partir de dados extraídos do documento “Os 13 compromissos programáticos de Dilma Rousseff para debate na sociedade brasileira”, caderno de 21 páginas que simbolizava seu programa de governo em 2010.
Alex Argozino/Editoria de Arte/Folhapress
Alex Argozino/Editoria de Arte/Folhapress
Home Ads