quinta-feira, 30 de abril de 2015

IMPOSTO DE RENDA: Termina hoje prazo para entrega da declaração do IRPF 2015

4/30/2015 05:45:00 AM
Foto: Reprodução

Termina hoje (30) às 23h59 o prazo para o envio da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2015. Até as 17h de ontem, 84,4% do total de 27,5 milhões de declarações esperadas haviam sido entregues. Este ano, os contribuintes com certificação digital podem fazer a declaração pré-preenchida na página da Receita na internet, na área do e-CAC. Isso também poderá ser feito por um representante do contribuinte com certificação digital e procuração eletrônica registrada no órgão. No ano passado, 26.883.633 contribuintes enviaram a declaração do IRPF até o fim do prazo. O número ficou aquém dos 27 milhões esperados pela Receita em 2014. Em 2013, 26,1 milhões de pessoas físicas entregaram o documento.A multa por atraso na entrega do documento é estipulada em 1% ao mês-calendário, até 20%. O valor mínimo é R$ 165,74. Um passo a passo da entrega está disponível na página da Receita. Basta o usuário clicar em cada ponto da figura para obter mais detalhes. Quanto antes o contribuinte entregar a declaração com os dados corretos à Receita, mais cedo receberá o valor correspondente à restituição. Têm prioridade no recebimento pessoas com mais de 60 anos de idade, contribuintes com deficiência física ou mental e os que têm doença grave.As restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2015 começam a ser pagas no dia 15 de junho. Os recursos são programados para o dia 15 de cada mês, até dezembro. Nos meses em que a data cair em um fim de semana ou feriado, o pagamento será feito no primeiro dia útil subsequente. É o caso de agosto, quando o dinheiro será liberado no dia 17, de setembro e novembro, no dia 16.
Agência Brasil/POLITICALIVRE

MANCHETE DOS JORNAIS

4/30/2015 05:43:00 AM
A Tarde: Exército monta base para atuar em remoções
- Correio*: Sem final feliz
- Tribuna da Bahia: Teimosia e vice
- Estadão: Procuradoria quer prestação de contas da PF na Lava Jato
- Folha de S. Paulo: Confronto entre PM e servidores fere 170 no Paraná
- O Globo: Ato de professores em Curitiba tem confronto com a PM, bombas e agressão
Fonte: politicalivre

quarta-feira, 29 de abril de 2015

BAHIA: Gamesa Eólica vai ampliar indústria na Bahia em junho

4/29/2015 02:00:00 PM
Os bons ventos que sopram na Bahia têm estimulado a economia por meio da produção da energia eólica. O presidente da Gamesa Eólica, Edgard Corrochano, esteve reunido com o governador Rui
Costa e o secretário em exercício da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Paulo Guimarães, na tarde de terça-feira (28), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), onde apresentou os futuros projetos eólicos na região. Edgard também anunciou que a inauguração da expansão da indústria em Camaçari será no mês de junho, possivelmente, no dia 8. “Temos o objetivo de consolidar a cadeia produtiva de energia eólica no estado da Bahia. Queremos investir mais com os nossos fornecedores para, obviamente, aproveitar da questão logística de tê-los perto de nossas fábricas e, com isso, nos tornarmos mais competitivos perante nossos clientes e ao mercado. Ao mesmo tempo, conseguiremos gerar emprego para a Bahia”. A Bahia já foi contemplada com 161 projetos de energia eólica que vão ser instalados em mais de 20 cidades até 2017. Um total de 37 parques eólicos estão em operação no estado. Até 2014, a Bahia já recebeu investimentos em energia eólica da ordem de R$ 12 bilhões. De acordo com o secretário em exercício da SDE, Paulo Guimarães, o governo do Estado tem concentrado esforços para fortalecer cada vez mais a cadeia produtiva da energia gerada pelos ventos. A intenção, segundo ele, é garantir que a implantação dos parques eólicos na Bahia também seja feita com equipamentos no estado. “Fazemos todo o possível para garantir que elas se instalem aqui da melhor forma, mais rápida e nas melhores condições, que tenham o atendimento das suas necessidades do ponto de vista da localização mais adequada, facilidade para entrega dos produtos nas localidades onde os parques estão instalados no semiárido do estado, além da articulação com o governo federal, se necessário, junto ao BNDES”. Segundo o presidente da Gamesa, até o momento, a empresa já investiu mais de R$ 150 milhões no estado. “Temos mais de 500 funcionários diretos, só da Gamesa. Porém, com os indiretos, já chegamos a gerar mais de mil empregos, 70% deles no estado da Bahia. Com as atividades e o crescimento do mercado, esperamos que este número cresça inda mais”, afirmou.

Fonte: politicalivre

BAHIA: Ministério Público vai ficar atento a gastos com festas de São João

4/29/2015 01:54:00 PM
O foco não é proibir a manifestação cultural, mas garantir que elas aconteçam dentro da legalidade.
No dia 16 de abril, o procurador-geral de Justiça Márcio Fahel, do Ministério Público Estadual (MPE), determinou que os promotores que trabalham no interior da Bahia fiquem atentos aos gastos dos municípios com as festas juninas.
De acordo com o promotor Antônio Faustino de Almeida, que coordena o Núcleo de Investigação dos Crimes Atribuídos a Prefeitos (CAP) e que acompanhará o trabalho dos colegas, a medida é preventiva e não determina, de imediato, uma investigação.
saojoao
“As receitas diminuíram, os municípios atravessam essa situação preocupante. Enquanto isso, alguns municípios, às vezes, contratam artistas, bandas, atrações por valores exorbitantes, enquanto nos serviços essenciais, como saúde, educação, saneamento básico, a população fica inteiramente carente”, explicou.
Segundo o promotor, o foco não é proibir a manifestação cultural, mas garantir que elas aconteçam dentro da legalidade. A recomendação vale para todo o estado e acontece pela segunda vez.
“Os promotores com exercício nesses municípios do interior vão ficar atentos a essa situação. Onde houver um indício de uma irregularidade, de contratação sem razão, enquanto o município esteja carente de outros serviços essenciais, pode ser instaurado o procedimento. Se estiver tudo perfeito, as contratações forem dentro do que a lei estabelece e os valores forem compatíveis, tudo bem”, completou o promotor.
O MPE possui 50 promotorias no interior da Bahia, sendo 21 delas sedes regionais, e outras 119 promotorias chamadas de Jurisdição Plena. (Fonte: Jornal Correio)
Fonte: UPB/ascom/pmss

SENTO SÉ: Chuva, seca e crise ameaçam São João em cidades do interior

4/29/2015 07:21:00 AM
A menos de dois meses do São João, prefeituras cortam custos. Santo Amaro, Candeias e Sento Sé cancelam comemoração.
A chuva — ou a falta dela — e a crise econômica estão afetando até o São João este ano. A menos de dois meses do início dos festejos juninos, várias prefeituras já anunciaram que o arrasta-pé está comprometido. Os casos mais drásticos são os dos municípios de Santo Amaro, no Recôncavo, Candeias, na Região Metropolitana, e Sento Sé, no Vale do São Francisco, onde as festas foram definitivamente canceladas. Com sérios danos causados pela chuva do último dia 13 de abril, Santo Amaro ainda faz as contas do prejuízo.
bandeirolas
Mais de mil pessoas ficaram desabrigadas e a cidade vive em situação de emergência desde o dia 18. Na semana passada, o prefeito Ricardo Machado (PT) tomou uma decisão: “Diante disso tudo, o caminho é não fazer a festa. Provavelmente, em algumas comunidades e bairros, a população vai fazer alguma coisa, ‘vaquinhas’. Mas a prefeitura não vai fazer nenhum gasto”, assegurou o prefeito.
Segundo ele, R$ 1,5 milhão já estava destinado à festa deste ano, mesmo orçamento do São João de 2014, que teve atrações como a banda Calcinha Preta, além dos cantores Del Feliz, Beto Barbosa, Cicinho de Assis e Virgílio. “Agora, o dinheiro vai para as ações emergenciais”, disse Machado.
A cidade de Candeias também decidiu destinar a verba junina para minimizar os estragos da chuva, que atingiu a cidade no mesmo período. “Só com as bandas, seriam R$ 400 mil, mas o nosso São João gira em torno de R$ 600 mil”, disse o prefeito Sargento Francisco, do PSD. O município decretou situação de emergência e aguarda ajuda dos governos estadual e federal.
Mas, ao mesmo tempo em que há cidades sofrendo com a chuva, outras penam com a seca. Em Sento Sé, no Vale do São Francisco, 15.749 pessoas estão afetadas pela seca, e a cidade, em situação de emergência, também desistiu da festa de São João.
saojoao-mapa

Os R$ 400 mil que seriam gastos com a festa deste ano serão revertidos para ações emergenciais de combate à estiagem. O decreto, assinado pelo prefeito Ednaldo dos Santos Barros (PSDB), no dia 8, determina o cancelamento de qualquer atividade comemorativa com recursos do município enquanto durar a situação de emergência.
Segundo Ednaldo, é preciso manter “os serviços básicos de saúde, educação, assistência social e cidadania”.
Emergência
Segundo a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), há hoje 27 municípios baianos em situação de emergência por conta da seca – e 358.026 pessoas afetadas por isso – e outros dois em emergência devido à chuva – com mais 8.700 atingidos (veja no mapa).
“Em situações de emergência, os gastos da cidade se concentram na emergência. Você passa a concentrar esforços para atender as pessoas que estão precisando, e você tem ajuda estadual e federal para mais rapidamente atender a população que está precisando de água, ou para consertar uma rua que a quebrou por conta da chuva, ou reconstruir uma estrada vicinal”, exemplifica o superintendente da Sudec, Rodrigo Hita.
Cortes
A presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Maria Quitéria Mendes, demonstrou preocupação com a escassez de recursos. “A situação está precária, pior do que nunca. Tem município este ano com arrecadação menor mês a mês. Com a diminuição da receita, alguns já sinalizaram que não vão fazer festa este ano. Outros vão priorizar por conta da tradição, mas, com certeza, vai ser um São João menos expressivo e com menos gastos”, disse.
Enquanto os cancelamentos foram feitos em cidades onde há emergência por conta da seca ou da chuva, municípios com festas tradicionais como Amargosa, Cruz das Almas, Piritiba, Senhor do Bonfim e Ibicuí já anunciaram que os investimentos este ano serão menores, diante da crise financeira.
Amargosa, no Centro-Sul, que no ano passado teve Danniel Vieira, Dorgival Dantas, Alceu Valença e Jorge & Mateus na grade de programação, ainda não sabe o que fará com a festa este ano. A prefeitura informou que, a esta altura, ainda está “estudando as atrações que vai contratar” porque tem “consciência da crise”.
Em Cruz das Almas, no Recôncavo, onde os festejos juninos costumam durar 30 dias, a programação este ano foi reduzida. “Ainda não sei de quanto vai ser a redução no orçamento, mas vamos fazer um São João menor, com cinco dias apenas. Os municípios brasileiros estão sofrendo muito, principalmente os baianos”, disse o vice-prefeito Ednaldo José Ribeiro, do PTC, que também coordena a execução da festa local.
A crise ainda bate à porta do São João de Senhor do Bonfim e de Piritiba, ambas no Centro-Norte. Em Bonfim, a organização anuncia que fará os festejos com boa parte das atrações locais. Em Piritiba, a diretora de Cultura, Valdívia Lima, concorda: “Com certeza, teremos redução de custos. Este ano, priorizamos um São João mais típico, com muita participação de quadrilhas, comidas típicas, casamento caipira. Vamos preencher, ao máximo, a programação com trios nordestinos”.
Ibicuí, no Centro-Sul, que em 2014 gastou R$ 860 mil com a festa de São João, vai empregar este ano R$ 680. O corte no orçamento é de 20%. “A gente está em negociação com as bandas, porque os valores que foram pagos no ano passado não são possíveis este ano, já que os recursos reduziram muito. Bandas de R$ 40 mil, R$ 50 mil, a gente está tentando fechar em R$ 25 mil ou R$ 30 mil”, disse Neto Santos, diretor de comunicação.
Prioridades
Mesmo diante da necessidade de concentrar os gastos públicos na redução de danos provocados pela seca ou pela chuva, há municípios em situação de emergência que, ainda assim, decidiram fazer a festa. É o caso das cidades de Tucano, Pilão Arcado, Cansanção e Andaraí, todas sofrendo com a seca.
Tucano, no Nordeste do estado, decidiu reduzir o número de palcos da festa que acontece no distrito de Caldas do Jorro. O diretor de comunicação Josevaldo Campos informou que a previsão é reduzir o orçamento de 30% a 40%.
“Manteremos os três dias de festa, mas reduziremos para um palco, em vez de dois, e também uma quantidade menor de bandas”, disse. A prefeitura se antecipou na busca por patrocínio privado e já pediu apoio ao estado. A Secretaria de Turismo disse que os detalhes estão em análise.
A prefeitura de Tucano chegou a publicar um decreto em que ficava proibida a realização de festejos com dinheiro público, mas foi deixada uma brecha para o São João. Em Pilão Arcado, a festa que não foi cancelada é a de Santo Antônio, de 10 a 13 de junho.
O diretor de eventos da cidade, Hagamenon Mangueira, disse que a prefeitura cancelou o Carnaval fora de época, em janeiro, para que não fosse cancelado o Santo Antônio. “A gente vai gastar entre R$ 300 mil e R$ 400 mil. No ano passado foi um pouquinho mais” disse, sem especificar valores.
“É uma questão cultural, o pessoal cobra bastante e não quer nem saber se está em emergência ou não. “A gente decidiu fazer para não acabar com uma tradição”, justificou Mangueira.
A presidente da UPB, Maria Quitéria, disse que a recomendação vai no caminho oposto, mas justificou que, em alguns casos, o patrocínio cobre as despesas: “Tem uma recomendação para não se fazer (a festa) para municípios que estiverem com decreto de emergência, por existirem outras prioridades. Mas alguns fazem porque também têm patrocínio e não interfere nas despesas do município”.
As cidades de Andaraí, na Chapada Diamantina, e Cansanção, no Nordeste, também não cancelaram, mas alegam que os gastos são pequenos, apenas com contratação de um trio de forró e estrutura para a apresentação.
Artistas mantêm agenda, mas notam dificuldades
Quem está acostumado a aumentar o volume de trabalho no período junino também percebe os efeitos da crise. O forrozeiro Adelmário Coelho é um deles.
“O mercado todo está retraído. Em termos de pedidos, por se tratar de um artista do segmento de forró genuíno, da linha de Luiz Gonzaga, os pedidos são intensos. Mas, se eu tinha 300 municípios, eu fui para 200”, avalia o diretor comercial e de marketing do artista, William Coelho.
De acordo com William, a redução de patrocinadores também afeta os trabalhos este ano. Ele cita o caso da Petrobras, que sempre foi um dos principais financiadores, mas que hoje passa por crise. Outra situação comum este ano é o pedido de redução de cachê.
“Antigamente, tinha atrações de peso nacional acima de R$ 200 mil. Hoje, eu desconheço a prefeitura que contrata, a menos que tenha um grande patrocinador”, observa. O forrozeiro Del Feliz também diz que observa uma conjuntura diferenciada na festa que considera a mais importante manifestação cultural nordestina.
“Este ano, de fato, existe uma conjuntura econômica diferenciada. Agora, óbvio que existem algumas situações em que a gente colabora com o valor, mas isso acontece praticamente todo ano”, diz. Para Del, nas cidades em que haverá festa mesmo diante das dificuldades, essa situação acaba forçando os municípios a priorizarem um São João “mais autêntico”. Ao mesmo tempo, Del Feliz diz entender a necessidade de cancelar alguns festejos. (Fonte: Correio).
Fonte: UPB/ASCOM/PMSS

BRASIL: CORRUPÇÃO, DEMOCRACIA E CAPITALISMO: A PURGAÇÃO DO PT

4/29/2015 07:10:00 AM

O reencontro com seus valores originais representa a única chance de o PT recuperar a credibilidade para compartilhar com o povo o comando do seu destino.

Saul Leblon/Carta Maior
Ricardo Stuckert/Instituto Lula
A mais habilidosa e eficaz jogada do conservadorismo nas últimas décadas foi acuar a agenda progressista brasileira carimbando no PT a marca da degeneração ética.
Se isso pode ser revertido é outra história, mas o fato é que a operação foi concluída com sucesso. E a tal ponto que hoje ela é a pedra angular do golpe branco, igualmente bem sucedido, que mantém o PT, o governo e o campo progressista submetidos aos ditames de uma agenda conservadora repisada diuturnamente como a ‘única’ saída para o país.
Não se trata apenas – e isso é sistematicamente reiterado — de denunciar a existência de ilícitos na vida do partido. Fosse assim a ofensiva neoudenista apenas o nivelaria à norma da política brasileira.
Não.  A mensagem subliminar, não raro quase caricata, inoculada dia e noite em poções fartamente distribuídas pelo dispositivo midiático é a de que a corrupção no PT, leia-se, na esquerda, representa uma degeneração metabólica. Coisa só sanável cortando-se o mal pela raiz, tornando proscrito o Partido dos Trabalhadores que impôs quatro derrotas presidenciais sucessivas à elite brasileira.
O ardil almeja atingir o fundo da alma brasileira, ou seja, secar a esperança na política como espaço dos que nunca tiveram vez, nem voz, na vida do país. O que falta para espetar esse último prego no caixão da esperança?
Falta capturar Lula no redil da degeneração ética.
Fonte: quersaberpolitica

BRASILIA: Dilma retoma modelo de concessões adotado no governo FHC

4/29/2015 04:59:00 AM
Imagem de Internet
O governo Dilma Rousseff (PT), que está enfrentando dificuldades de caixa, decidiu que vai reabilitar a ideia e cobrar, na nova etapa de privatização, pagamento pelas concessões de serviços públicos ao setor privado.
O modelo é conhecido como outorga onerosa. Usado na gestão de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), o receituário era criticado pela petista.
De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, a proposta foi formalizada pela equipe do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, no último sábado e seria uma forma de obter mais recursos para o cumprimento da meta fiscal e reequilibrar as contas públicas deste ano.
A outorga onerosa está praticamente decidida nos setores de ferrovias e portos, mesmo com críticas de integrantes do ministério à proposta.
Texto: Tribuna da Bahia

Sento-Sé realiza 2ª conferencia dos direitos da criança e do adolescente

4/29/2015 04:53:00 AM
29/04/2015 Comentar
conferencia
Com o objetivo de garantir a implantação da política e do plano decenal dos direitos da criança e do adolescente, o CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) de Sento-Sé, realizou ontem (dia 28), a segunda conferencia municipal dos direitos da criança e do adolescente.  O evento contou com a participação de membros do Ministério Público, Poder Judiciário, Poder Executivo, Poder Legislativo, sindicatos e da sociedade civil organizada. Os conferencistas debateram cinco eixos temáticos: promoção dos direitos de crianças e adolescentes; proteção e defesa dos direitos; protagonismo e participação de crianças e adolescentes; controle social da efetivação dos direitos e gestão da política nacional dos direitos humanos de crianças e adolescentes. O estudante Antonio Gama dos Santos, 13 anos, representou os adolescentes e cobrou ações mais efetivas de proteção e cuidados com a infância.
conferencia-2
As deliberações foram aprovadas em planária, por maioria simples, e foram eleitos 14 delegados dos mais diversos segmentos, que vão representar o município na conferencia territorial: 04 adolescentes, sendo um especial; 02 conselheiros do CMDCA (um governamental e outro não); 01 conselheiro tutelar; 01 membro de conselho setorial municipal; 01 representante de órgão público municipal infantil; 01 representante de instituição privada de proteção, defesa e controle da infância; 01 representante de fóruns dos direitos da criança e do adolescente; 01 representante do sistema de justiça; 01 representante da segurança pública, 01 representante do Poder Legislativo e 01 representante das políticas setoriais básicas.
ascom/pmss

SENTO SÉ:Secretaria de Saúde promove teste de glicemia nas praças

4/29/2015 04:51:00 AM
saúde
Para estimular a prevenção, controle e diagnostico da Diabetes, a secretaria municipal de saúde de Sento-Sé realizou gratuitamente ontem pela manhã (dia 28), teste de glicemia nas pessoas que passavam pela Praça Doutor Juvêncio Alves, no centro da cidade, oferecendo conhecimento e informações sobre a diabetes. Os pacientes que apresentaram valores acima dos normais foram orientados e encaminhados à unidade hospitalar.
saúde-2
Não importa a idade, a Sociedade Brasileira de Diabetes, preconiza que a glicose deve estar na faixa entre 70 e 99mg/dl, quando a pessoa esta em jejum por 8 horas.
Se a glicose for medida ao acaso (exames em feiras, praças etc), onde não se esta em jejum o valor é de até 200mg/dl. Se em jejum, a glicose der entre 100 e 139mg/dl, indica que o paciente é pré-diabético, e deve fazer uma dieta balanceada para evitar ter diabetes propriamente dito, que é quando a glicose em jejum der superior a 140mg/dl.  O diagnóstico e tratamento precoce da pré-diabetes ajuda a prevenir o diabetes do tipo 2, que está relacionada a outras doenças como as do coração e dos rins.
Ascom/pmss

terça-feira, 28 de abril de 2015

BRASIL:Desemprego fica em 6,2% em março, aponta o IBGE

4/28/2015 07:38:00 AM
A taxa de desemprego medida mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) subiu de 5,9%, em fevereiro, para 6,2% no mês de março, informou hoje (28) o instituto na Pesquisa Mensal de Emprego. Para o IBGE, essa variação mostra estabilidade. Em março do ano passado, a taxa alcançou 5%.

O desemprego registrado em março de 2015 igualou a taxa de março de 2012, quando também chegou a 6,2%. O percentual é o maior registrado em um mês de março desde 2011, quando a taxa foi 6,5%.

Segundo a gerente da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios, Maria Lúcia Vieira, que participou da divulgação da Pesquisa Mensal do Emprego, os primeiros meses do ano costumam apresentar alta da taxa de desocupação, que perde força a partir de abril. "De janeiro até março, há uma tendência de elevação da taxa de desocupação. É a tendência de início de ano de todos os anos", disse ela, ao acrescentar que há mais gente procurando emprego em março deste ano que no ano anterior.

Desde dezembro de 2014, o percentual da população ocupada teve queda, partindo de uma redução de 0,7% no último mês do ano passado que se intensificou para -0,9% em janeiro e -1% em fevereiro. Em março, a queda foi 0,2%, o que, apesar do enfraquecimento, mostra que pessoas que perderam seus empregos podem não estar encontrando novo. "Isso revela que pessoas estão saindo de seus postos de trabalho e nem todas estão conseguindo se recolocar", destaca a gerente.

De acordo com o IBGE, o rendimento real habitual do trabalhador foi R$ 2.134,60, menor que o registrado em fevereiro de 2015 e março do ano passado, meses em que foram registradas, respectivamente, rendas de R$ 2.196,76 e de R$ 2.200,85.

Em termos percentuais, o rendimento real habitual em março caiu 2,8% em relação a fevereiro deste ano e 3% na comparação com março do ano passado.

As seis regiões pesquisadas pelo IBGE na Pesquisa Mensal de Emprego são Recife, que teve desemprego de 8,1%, Salvador (12%), Belo Horizonte (4,7%), Rio de Janeiro (4,8%), São Paulo (6%) e Porto Alegre (5,1%).

O número de desocupados nas seis regiões aumentou em 280 mil pessoas na comparação com março do ano passado e se manteve estável na comparação com fevereiro. O nível de ocupação se manteve estável em 52,1% em relação a fevereiro deste ano, mas caiu 0,9 ponto percentual em relação a março de 2014.
 
FONTE: JORNALDAMIDIA

MANCHETE DOS JORNAIS

4/28/2015 03:27:00 AM
 A Tarde: 12 mortos
- Correio*: Temporal mata 11
- Tribuna da Bahia: Chuvas, saques, deslizamentos e 14 mortes
- Estadão: Caixa só vai financiar 50% do valor de imóvel usado
- Folha de S. Paulo: Caixa reduz limite para financiar imóvel usado
- O Globo: Dilma não fará pronunciamento no Dia do Trabalho
Fonte: politicalivre

segunda-feira, 27 de abril de 2015

BAHIA: Pacientes são obrigados a parar tratamento por falta de remédios

4/27/2015 12:40:00 PM
Imagem de Internet
A falta de medicamentos para distribuição gratuita na Bahia está generalizada e já atinge, inclusive, pacientes psiquiátricos, nos quais a interrupção do tratamento pode gerar graves e imprevisíveis transtornos para a família e a sociedade. A denúncia é do presidente do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia – Sindimed, Francisco Magalhães, alertando que esse problema “é uma questão até mesmo de segurança nacional”.
Magalhães explica que já houve períodos em que os medicamentos estiveram em falta, mas “de uma forma segmentada, enquanto, atualmente, a escassez é generalizada”. Ele diz que, embora em alguns casos sejam remédios baratos (em torno, até, de R$ 2 ou R$ 3, no caso de dipirona, amoxilina etc.), “grande parte da população não tem a mínima condição de comprá-los.”
O presidente do Sindimed cita um exemplo que ele costuma viver na cidade onde trabalha, Nordestina, no sertão da Bahia: ele receitou uma benzetacil e o paciente voltou sem tomar porque não encontrou de graça na rede pública e não tinha dinheiro para comprar.
O administrador Vitor Anjos, 28 anos, sentiu na pele a sensação de impotência ao tentar comprar uma medicação e não encontrar em farmácias, nem em postos de saúde. “Na última segunda-feira, o médico me receitou duas ampolas de Benzetacil. Primeiramente, recorri às farmácias para comprar o remédio e realizar a aplicação com um enfermeiro de onde eu trabalho. Percorri exatamente dez farmácias da cidade (Comércio, Centro e Barris) e em todas a resposta foi a mesma: estamos sem medicamento, por problemas com a distribuidora e recomendaram, então, buscar um posto médico, onde o medicamento seria encontrado mais facilmente. Percorri exaustivamente quatro postos de saúde, sem sucesso: na Carlos Gomes, na UPA dos Barris, no 5º Centro, no posto do final de linha do Garcia. Já desacreditado, resolvi tentar a última vez no posto Ramiro de Azevedo, onde ainda havia o Benzetacil, em pouca quantidade. A sensação foi de desespero, pela urgente necessidade, já que nem pagando consegui”, desabafou.
Magalhães diz ainda que há falta também de medicamentos de alto custo, como o Fator 8, que tem que ser usado por hemofílicos a fim de evitar hemorragias que podem ser letais, ou gamaglobulina, usada para reforçar o sistema imunológico.
Mostrando-se até mesmo espantado com a situação, o presidente do Sindimed conclui que é “urgente o governo federal procurar resolver essa questão. Ficamos na dúvida: será que o governo central não está repassando os recursos para estados e prefeituras, ou esses recursos chegam, mas não são utilizados? Uma situação desse tipo já ocorreu, por exemplo, na administração municipal passada, em Salvador, quando verbas para remédios chegaram a ser devolvidas.”
Assistência ineficaz
Em artigo publicado no Portal da Educação, Yago Gabriel Assunção  analisa que “o SUS foi criado em 1988, proporcionou muitos avanços no setor saúde. Está baseado no direito ao acesso da população a todos os níveis de atenção, inclusive aos de Assistência Farmacêutica.
Segundo a Organização Mundial de Saúde, a Assistência Farmacêutica é um conjunto de ações desenvolvidas pelo farmacêutico e por outros profissionais de saúde voltadas à promoção, à proteção e à recuperação da saúde, tanto no nível individual como no coletivo, tendo o medicamento como insumo essencial. É de se notar que no Sistema Único de Saúde, temos um profissional que muitos usuários desconhecem o seu papel e para muitos não passamos de meros ‘dispensadores de remédios’, quando na verdade somos muito mais que isso. Nosso papel é garantir o acesso a medicamento, mas como vamos garantir isso se na rede pública de saúde não tem farmacêuticos suficientes?”
Ele prossegue: “Existe um ciclo básico da Assistência Farmacêutica que deve ser seguido e muito bem pensado quando se fala em acesso a medicamento. Se esse ciclo não funciona como podemos garantir o acesso da população a medicamentos básicos? Respondendo a pergunta vamos elencar alguns motivos para faltar medicamentos, que são programação inadequada, aquisição insuficiente, armazenamento inadequado e sem comunicação com o setor de distribuição e a dispensação e a falta do principal responsável por isso, o farmacêutico.”
“Se na distribuição tivermos falhas com certeza o restante do processo vai ficar comprometido. É simples: falta medicamento porque falta gestão. E não precisa ser formado na área para entender como isso funciona. Vamos exemplificar, você cidadão compra um pacote de pó de café de 1 kg, vai fazendo café todo dia, você vai esperar o pó de café acabar para comprar outro? Pela lógica vamos determinar um limite que é o ponto onde daremos início ao processo de compra, que para nós é ir até um supermercado e selecionar o pó de café e comprar.”
Interrupção de  tratamento 
De acordo com a literatura médica, “a interrupção do tratamento psiquiátrico a base de remédios pode gerar diversos problemas. Eles incluem perturbações gastrointestinais e/ou somáticas gerais (náuseas, vômitos, dores abdominais, diarreia, calafrios, fraqueza, cansaço, mialgias e cefaléia) insônia inicial ou média ataques de pânico e delírio movimentos anormais (acatisia, parkinsonismo).
Os sintomas da descontinuação de inibidores seletivos de recaptação da serotonina (ISRS) são diversos, sendo os mais comuns mal-estar generalizado, náuseas, cefaléia, letargia, ansiedade, parestesias, confusão, tremores, sudorese, insônia, irritabilidade e distúrbios de memória.”

A denúncia é do presidente do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia - Sindimed, Francisco Magalhães.

Fonte: Tribuna da Bahia

SENTO SÉ: Escolas da rede municipal são equipadas com novas carteiras escolares

4/27/2015 05:26:00 AM
carteiras
As escolas da rede municipal de ensino de Sento-Sé foram totalmente equipadas com novas carteiras escolares, acabando de vez com a falta de assentos em algumas unidades.  Inicialmente foram distribuídas 500 unidades modelo universitário escolar em PP, cor azul, que oferecem mais conforto e comodidade aos estudantes. Desde de 2009, que a prefeitura vem reestruturando todas as unidades, com reforma, ampliação, aquisição de material, substituição de quadros e implantação de laboratórios de informática. De lá para cá, já foram construídas 26 salas de aulas e quatro escolas novas. A realidade atual é bem diferente de seis anos atrás, quando os alunos estudavam debaixo de arvores, a exemplo de Campo Limpo e Boa Sorte, onde pés de umbuzeiro e algaroba serviam de salas de aulas.
Fonte: ascom/pmss

MANCHETE DOS JORNAIS

4/27/2015 05:25:00 AM
 A Tarde: Senado pode tornar crime uso do celular ao volante
- Correio*: Depois do frango, o coice do bode
- Tribuna: Chuvas devem vim forte
- O Estado de S. Paulo: Coaf alerta para gastos atípicos de servidores
- Folha de S. Paulo: Haddad vai privatizar Anhembi
- O Globo: Plano para construir presídio só arrasta
Fonte: politicalivre

SENTO SÉ: GRANDE CULTO E TEMPLO LOTADO PARA CELEBRAR OS NOVE ANOS DA 1ª IGREJA BATISTA EM SENTO SÉ

4/27/2015 02:58:00 AM
Nova logomarca da IB Sento Sé

As comemorações pela passagem do nono aniversário da Primeira Igreja Batista em Sento Sé, terminou ontem à noite com um grande culto de Louvor, Adoração e Gratidão a Deus. Orações, leitura da Palavra de Deus, pregação do Pastor Carlos Nilton da IBAM em Salvador, Apresentação de um grande conjunto Coral formado por dezenas de mulheres, Santa Ceia e no anexo ao templo foi repartido um bolo com todos os presentes, marcaram o ultimo dia das comemorações. Os trabalhos foram dirigidos pelo pastor da Igreja, Vandson Santos.




Confira algumas fotos de Osiel Amaral:
Pastor Fábio e esposa - Visitantes


Bolo de aniversário


Igreja Lotada


Cantores da Igreja


Pastor Carlos Nilton

Conjunto Coral
Alguns irmãos participaram do culto na área externa do templo

domingo, 26 de abril de 2015

VITORIA DA CONQUISTA: Na primeira final do Baianão, Vitória da Conquista aplica 3 a 0 no Bahia

4/26/2015 02:53:00 PM
por Ulisses Gama
Na primeira final do Baianão, Vitória da Conquista aplica 3 a 0 no Bahia
Foto: Divulgação/EC Bahia
O Vitória da Conquista deu um grande passo para vencer o Campeonato Baiano pela primeira vez. Na tarde deste domingo (26), no estádio Lomanto Júnior, o time do interior teve uma grande atuação e venceu o Bahia por 3 a 0, com gols de Fausto, Diego Aragão e André Beleza.  A partida que define o título será no próximo domingo (3), na Arena Fonte Nova, às 16h.

Antes deste jogo, o Bahia tentará reverter o placar pela final da Copa do Nordeste. Nesta quarta-feira (29), o tricolor reencontra o Ceará, na Arena Castelão, 

O JOGO
 
As duas equipes começaram a final do campeonato mostrando muita vontade, mas sem grandes oportunidades de gol nos primeiros minutos. Aos 15 minutos, Kieza, em jogada pelo lado direito do ataque, cruzou a bola para área, interceptada por Viáfara. Dois minutos depois, Bruno Paulista cobrou escanteio para Maxi, que emendou um voleio que não assustou o goleiro conquistense. 
 
Chance perdida
 
O time do interior teve a sua primeira grande chance aos 19 minutos. A defesa do Bahia vacilou e o atacante Tatu puxou contra ataque em grande velocidade, ficando de frente para Jean, mas, na hora de finalizar, mandou pra fora, decepcionando os alviverdes presentes no Lomanto Júnior. 
 
Aos 24, Maxi recebeu bola dentro da área e cabeceou para a meta. Viáfara fez a defesa. O bode do sertão levou muito perigo aos 27. Depois de cruzamento de Apodi, Jean saiu mal, rebateu para os pés de Carlinhos, que chutou para o gol. Titi foi ágil e salvou o tricolor em cima da linha. Na sequência, pelo lado do ataque do Bahia, Tony cruzou para Maxi, que completou sem força para uma defesa sem sustos de Viáfara. 
 
Aos 32, Carlinhos, livre de marcação, cabeceou por cima da meta de Jean. Aos 40, mais um encontro entre Tatu e Jean. A defesa do Bahia se atrapalhou mais uma vez, o atacante do Vitória da Conquista finalizou fraco e o arqueiro tricolor defendeu. O Bahia chegou ao ataque aos 42, mas Viáfara bloqueou o cruzamento de Léo Gamalho. 
 
Segundo tempo

 
Fausto abre o placar
 
Aos 2 minutos, o Vitória da Conquista abriu o placar no Lomantão. Depois de cruzamento na área, Fausto, ex-Bahia, foi mais alto que a defesa tricolor e cabeceou para a rede, levando a torcida conquistense ao êxtase.
 
Aos 4, Kieza cruzou para Léo Gamalho, que cabeceou no canto e o goleiro Viáfara defendeu. O argentino Maxi Biancucchi levou muito perigo aos 10 minutos, quando recebeu lançamento e mandou a bola no travessão. No rebote, Souza chutou para fora. O Bahia seguiu em busca do gol de empate, mas sem causar grandes perigos.
 
 
Vitória da Conquista marca mais dois 
 
Aos 22, veio o castigo. Thales erra e o meia Diego Aragão aproveitou e com uma bela finalização, marcou. Era o segundo do time conquistense no Lomantão. Seis minutos depois, aos 28, o terceiro. André Beleza recebeu a bola dentro da área e bateu no canto de Jean. Foi o suficiente para que os tricolores começassem a deixar o estádio. Com o placar largo, o time do interior não teve problemas com o Bahia, que não teve forças para reagir nos minutos finais. 
 

FICHA TÉCNICA:
Campeonato Baiano - Final (1º jogo)
Vitória da Conquista 3 x 0 Bahia
Local: Estádio Lomanto Júnior
Data: 26/04/2015
Horário: 16h
Árbitro: Lúcio José Silva de Araújo
Auxiliares: José Raimundo Dias da Hora e Jucimar dos Santos Dias
Cartões Amarelos: Tatu, Viáfara, Fernando Belém (Vitória da Conquista) / Pittoni, Léo Gamalho (Bahia)
Cartões Vermelhos:
Gols: 
Fausto, Diego Aragão e André Beleza (Vitória da Conquista) 
 
Conquista: Viáfara; Apodi, Silvio Fernando Belém e Mateus Leoni; Fausto, Maicon, Diego Aragão e André Oliveira; Carlinhos e Tatu (Erivelton). Técnico: Evandro Guimarães.
 
Bahia:  Jean; Tony (Yuri) , Thales, Titi e Bruno Paulista; Pittoni (Zé Roberto), Souza, Tiago Real; Maxi (Rômulo) , Léo Gamalho e Kieza. Técnico: Sérgio Soares

BN -Esportes

SENTO SÉ: COMEMORANDO 9º ANIVERSÁRIO, 1ª IGREJA BATISTA REALIZA BATISMOS NAS ÁGUAS DO RIO SÃO FRANCISCO

4/26/2015 08:35:00 AM
Neste domingo, 26/04, último dia das comemorações alusivas ao 9º aniversário de atividades evangelísticas da Primeira Igreja Batista em Sento Sé, foi marcado pela realização de 07 batismos pelo pastor da Igreja, Vandson Santos, nas águas do Rio São Francisco. O evento aconteceu logo após a Escola Dominical especial e dezenas de irmãos se deslocaram até ao local para acompanhar.
O batismo cristão não é um sacramento como ensina alguns. A palavra sacramento não existe no Novo Testamento; provém do latim e significa: "o meio de alcançar a graça divina". Jesus não nos deixou nenhum sacramento. Jesus nos deixou duas ordenanças: O Batismo é a primeira ordenança, e a Ceia do Senhor é a segunda”. Convém que todo salvo seja primeiro batizado, para depois participar da Ceia. O batismo cristão começou com o Senhor Jesus. Ele foi o primeiro, ao ser batizado por João Batista.
João era chamado de "Batista" ou o "emergidor" por causa do batismo que Deus lhe mandara realizar. Este batismo, conhecido como batismo de João ou de arrependimento (Mat. 3:5-8 e Atos 19:1-5), era temporário, pois visava a preparar o povo para receber Jesus, fazendo a transição da lei e profetas do Antigo Testamento, para o Evangelho de Cristo no Novo Testamento. O batismo de João Batista era para quem queria arrepender-se e ser salvo. O batismo cristão é para quem já se arrependeu e já está salvo. Jesus não necessitava de batismo, mas batizou-se, dando-nos o supremo exemplo como Homem (Mat. 3:13-17).
Logo mais às 19h30min será celebrado mais um culto de gratidão a Deus, pelos nove anos de instalação da Primeira Igreja Batista em Sento Sé.

PARTICIPE!
Veja outras fotos de Osiel Amaral e Ismael Rocha:







sábado, 25 de abril de 2015

SENTO SÉ: QUEM FOI DR. ANTONIO BALBINO ?

4/25/2015 04:53:00 PM
Foto: Internet
Em Sento Sé existe um colégio cujo nome homenageia é:  Grupo Escolar Dr. Antonio Balbino.

Curta é a memória dos baianos, especialmente quando se esquiva de celebrar ou parece desconhecer o passado de algumas personalidades da sua história. 


É que tenho deduzido das últimas homenagens prestadas a insignes homens públicos do passado, ignorados pelos políticos da atualidade, por pessoas que, de modo algum, deveriam estar ausentes desses eventos, porque essa é uma obrigação imposta aos que ocupam determinados cargos e funções de natureza pública ou privada.
Essas ausências, entretanto, não apagaram o brilho das homenagens tributadas ao ex-governador da Bahia, Dr. Antônio Balbino de Carvalho Filho, ao ensejo do seu primeiro centenário de nascimento. Isto porque, o ilustre filho de Barreiras, no oeste do Estado dedicou 40 anos de sua vida pública ao Brasil e à Bahia, tendo-se destacado em várias oportunidades. 


Advogado, professor, jornalista e político, estudou no Colégio Antonio Vieira, em Salvador, cursou a Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, onde se diplomou em 1932, realizando especialização em Economia Política, na Sorbonne, (França) em 1934.
Ingressou na vida política, como deputado estadual, em 1935. Além de político militante, também foi jornalista e professor. Cabe-me acrescentar que foi professor fundador da Faculdade de Filosofia da Ufba. Na imprensa, atuou como repórter e redator do jornal “A Noite” (RJ), “O Imparcial” (Bahia), tendo sido também  diretor do Jornal de Noticias (Bahia). 
Apoiado pelo presidente Getúlio Vargas foi Deputado Estadual (1935-1937), Deputado Federal (1951-1955) Ministro da Educação e Cultura (1954), Governador do Estado da Bahia (1955 – 1959), Consultor Geral da República (1961-1963), Ministro da Indústria e Ministro Interino da Fazenda (1963) e Senador (1963-1971).
Eleito governador da Bahia, realizou gestão inovadora, criando novos órgãos públicos,  tais como: Comissão de Planejamento Econômico (CPE), por meio da qual foram desenvolvidos os projetos de desenvolvimento socioeconômico, a exemplo do Fundo de Desenvolvimento Agro–Industrial (Fundagro), Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba), Matadouros Frigoríficos S.A (Mafrisa); Companhia de Armazéns e Silos (CASEB); Companhia Telefônica da Bahia (Tebasa), depois denominada Telebahia. Experimentou-se, portanto, com sua eleição, uma administração fortemente vincada no planejamento, inovação naquele tempo de transformações da vida brasileira.
Preocupado com a Educação, promoveu a criação de cursos de formação de professores, além de promover a ampliação da rede estadual de ensino ginasial, tanto na capital quanto no interior.  Em seu governo concedeu merecido destaque os Conjuntos Assistenciais, que envolviam escolas, atendimento médico-dentário e áreas de lazer, num total de 38 unidades espalhadas pelo interior. 
Em Salvador, realizou obras importantes, a exemplo do Teatro Castro Alves, inaugurado dia 4 de julho de 1958. Com efeito, visivelmente satisfeito com a grande obra, o governador, acompanhado de D. Tsylla e auxiliares diretos, teve oportunidade de ver o projeto concluído, antes da terrível destruição da estrutura, ocorrida na madrugada do dia 9 de julho, edificação que era a “menina dos seus olhos”. 
Ainda no seu governo Salvador se beneficiou da construção da Maternidade Tsylla Balbino, obra de enorme valia que, até hoje, atende parturientes menos favorecidas financeiramente, tanto da cidade quanto do interior. 
Sob sua determinação foi construído o Ginásio de Esportes Antônio Balbino (Balbininho) recentemente sacrificado para a construção do novo Estádio Octávio Mangabeira, que vem sendo, inadequadamente, denominado Arena da Fonte Nova, segundo consta por imposição da FIFA. Custo a acreditar nessa versão popular, por considerá-la inteiramente absurda. 
Convidado pela família Antônio Balbino para ser o conferencista do anoitecer do dia 23 de abril passado, usou da palavra o ex-governador Waldir Pires. Em seguida falaram Dr. Ubiratan Castro de Araújo, presidente da Fundação Pedro Calmon, a Sra. Ana Maria Patury Assunpção, sobrinha do homenageado e presidente da Fundação Thomas Jefferson (Brasília), esta última vivamente aplaudida pela assistência, pelo carinhoso depoimento. Finalmente, em nome da família, pronunciou-se o engenheiro agrônomo Antônio Balbino de Carvalho Neto que, emocionado, agradeceu a homenagem prestada ao saudoso avô. 
Ao final da sessão magna do centenário de Antônio Balbino sua família ofereceu elegante coquetel aos presentes, além de proceder ao lançamento do Catálogo Comemorativo – 1912/ 2012. O prefácio é da autoria do competente jornalista Sebastião Nery, que não mede palavras de elogio ao intelectual. Antônio Balbino de Carvalho Filho, uma das personalidades políticas da sua preferência, a quem debita elevados serviços prestados à Bahia e ao Brasil: “Dos políticos da Bahia, só Otávio Mangabeira rivalizava com ele. Culto, talentoso e inteligente, formação universal, Balbino foi preparado, como dizia Mangabeira, para brilhar lá fora”.
Ao deixar o governo da Bahia, o Eng. Antonio Balbino de Carvalho Filho passou a viver no Rio, instalando-se naquela cidade e trabalhando no seu escritório de advocacia, onde possuía grande clientela, à Rua da Quitanda. Era muito requisitado, para emitir pareceres de real importância. Faleceu no Rio de Janeiro, em 5 de maio de 1992.

Fonte: Tribuna da Bahia
Home Ads