quinta-feira, 20 de agosto de 2015

BRASIL: Delator diz que Vaccari mandou pagar R$ 120 mil a "mulher humilde do PT"

 
 

O esquema de propinas desmontado pela Operação Lava Jato revelou um perfil generoso do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso desde o dia 15 de abril sob acusação formal de corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo o delator e lobista de empreiteira na Petrobras Milton Pascowitch, o ex-tesoureiro do partido do governo "pediu ajuda para uma senhora humilde ligada ao PT".
Por sugestão de Vaccari, a mulher recebeu R$ 120 mil, valor que foi descontado do total de uma propina reservada ao próprio petista na empresa Consist Software - sob investigação da Pixuleco II, 18º capítulo da Lava Jato que descobriu uma trama com empréstimos consignados no âmbito do Ministério do Planejamento.
Pascowitch contou que a transferência exigiu alguns trâmites de ordem burocrática, como a criação de uma pessoa jurídica pela "mulher humilde", o que possibilitou a emissão de nota fiscal da Jamp Engenheiros, de sua titularidade.

Fonte: bahianapolitica
Home Ads