sexta-feira, 7 de agosto de 2015

BRASIL: Temer decretou atestado de óbito do governo e é preciso convocar novas eleições, diz Caiado

caiado entrevistaFonte: Assessoria de imprensa
O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), afirmou que concorda com as recentes declarações do vice-presidente Michel Temer, que admitiu a gravidade da crise e disse que é preciso “alguém que tenha a capacidade de reunificar a todos”. De acordo com o senador em coletiva realizada nesta quinta-feira (06/08), a única saída seria convocar novas eleições.
“A declaração do vice-presidente Michel Temer, que é um constitucionalista, é o atestado de óbito desse governo. É determinante agora convocar novas eleições. Estamos em uma democracia e esse ‘alguém’ ao qual ele se referiu não pode sair de conchavos de cúpulas político-partidárias ungido como salvador da pátria. Temer sabe bem que a única forma de reunificar é pelas urnas, ou não haverá credibilidade para nos tirar dessa crise”, argumentou Caiado.
Durante a entrevista, o democrata citou a recente pesquisa Datafolha que indicou que o grau de popularidade da presidente atingiu rejeição maior do que a de Collor às vésperas do impeachment.
“Uma presidente que é reprovada por 71% da população, que já não tem mais base, que foi eleita diante de uma fraude eleitoral e que vê seu governo incapaz de propor qualquer medida não tem mais condições de ficar no cargo. O que resta a Dilma é ter a sensibilidade de colocar o país à frente de seus interesses pessoais. Não há mais como governar dessa forma por mais três anos e meio”, ressaltou Caiado.
Fonte: ascom/democratas
Home Ads