quarta-feira, 25 de novembro de 2015

BRASIL: País está diante de problema de saúde pública de grandes dimensões, diz ministro




O ministro da Saúde, Marcelo Castro, admitiu que o País está diante de um problema de saúde pública de grandes dimensões. O verão que se aproxima será o primeiro em que três doenças – dengue, chikungunya e zika -, todas transmitidas pelo Aedes aegypti estarão presentes. Na definição do pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz Rivaldo Cunha, feita na segunda, 23, para o jornal O Estado de S.Paulo, o Brasil está diante de uma “tríplice epidemia.” “Estamos com problemão para resolver. Ele terá de ser resolvido por todos juntos: população, governos estaduais, municipais e o governo federal”, disse o ministro. Este ano, a dengue bateu todos os recordes. Até a semana 45, foram contabilizados 1.534.932 casos da infecção, 7% a mais do que havia sido registrado em 2013. Neste ano, a doença provocou 811 mortes, 25% a mais do que em 2013, ano que até então havia registrado a maior marca histórica. O número de casos graves também subiu no período, alcançando 1.488 pacientes. Ao contrário do que ocorreu em outros anos, a doença não deu trégua durante os meses mais frios. Para se ter uma ideia, há cinco semanas, o número de casos da doença era de 1.485.397. Neste curto espaço de tempo também se elevou o número de casos graves.
Estadão Conteudopoliticalivre
Home Ads