quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

BRASIL: Corrupção se generaliza

por Samuel Celestino
Corrupção se generaliza
Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
A corrupção que, pela primeira vez, passou a ficar em primeiro lugar para os brasileiros na pesquisa realizada no fim da semana pela Datafolha, caminha a passos largos para colocar o país de ponta-cabeça, como está a acontecer com a prisão, agora preventiva (sem tempo determinado), estabelecida neste domingo pelo ministro do Supremo, Teori Zavascki, atingindo o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e o banqueiro do BTG Pactual, André Esteves. O banco teria comprado o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para favorecê-lo numa medida provisória por nada menos de R$ 45 milhões, a partir de apreensões da Procuradoria Geral da República. A situação de ambos pode desencadear em dificuldades para o Palácio do Planalto porque a família de Delcídio do Amaral o apela para que aceite a delação premiada. Delcídio sabe de muitas mazelas do Palácio do Planalto e, principalmente, de Lula, de quem é amigo íntimo e esteve sempre com ele em visitas constantes. Se ele falar o que sabe, a República desmorona. A preocupação neste aspecto atinge o ex-presidente, a presidente Dilma Rousseff, que está silenciosa, e boa parte do PT e do governo, do qual ele era líder no Senado da República. Esta semana diversos partidos devem acionar o Conselho de Ética para cassar o seu mandato, que já não vale um tostão furado. Não sem razão os brasileiros já colocam em primeiro lugar na pesquisa a corrupção como o pior dos males. O país atravessa uma crise da qual não se tem notícia.

BN
Home Ads