quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

BRASILIA: Dilma diz que não aceita barganha com Cunha e pede tranquilidade

Dilma diz que não aceita barganha com Cunha e pede tranquilidade
Foto: Lula Marques/ Agência PT
A presidente Dilma Rousseff se pronunciou, na noite desta quarta-feira (2), após a abertura de um processo de impeachment contra ela. Durante sua fala, a presidente disse que não faria “qualquer tipo de barganha” com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ainda de acordo com a presidente, ela disse ter “convicção e tranquilidade” quanto a improcedência do pedido de impeachment, protocolado pelo jurista e fundador do PT, Hélio Bicudo. “Não podemos deixar as conveniências e interesses abalarem a democracia e estabilidade. Devemos ter tranquilidade e confiar nas instituições”, pediu. O pronunciamento durou cerca de cinco minutos e Dilma disse ter recebido o pedido com “indignação”.

bn
Home Ads