sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

BRASIL: Lava Jato: suspeita é que Delcídio Amaral agiu em nome de Lula.


Delcídio Amaral, preso da Lava Jato. (Foto: Agência Brasil)
Delcídio Amaral, preso da Lava Jato. (Foto: Agência Brasil)
Cláudio Humberto
Uma das hipóteses ainda não descartadas, na investigação do crime de obstrução de Justiça, pelo qual o senador Delcídio Amaral (PT-MS) foi preso, é que o líder do governo Dilma no Senado pode ter agido a mando do ex-presidente Lula, na tentativa de silenciar o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, que negociava acordo de delação premiada na Lava Jato. A informação é de fonte com acesso às acusações.
INTERESSE DE LULA
O silêncio de Nestor Cerveró não interessava apenas a Delcídio, como revela o depoimento do ex-diretor implicando Lula na gatunagem.

NEOLULISTA
Falastrão, Delcídio exagerava sobre sua ligação a Lula e ao Planalto. Mas isso mudou quando ele virou líder do governo Dilma no Senado.

SUSPEITA REFORÇADA
Delcídio marcara sua reunião semanal com Lula para o dia seguinte à prisão, reforçando a suspeita de que agia a mando do ex-presidente.

O PRÊMIO DE LULA
Lula não queria Cerveró contando que sua diretoria na BR Distribuidora foi um prêmio pela negociata que fez com Bumlai e o Grupo Schahin. (Coluna de Cláudio Humberto)

Fonte: jornaldamidia
Home Ads