sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

OPINIÃO DO LEITOR: A DISCUSSÃO POLÍTICA ELEITORAL QUE TAVA QUENTE, “PEGOU FOGO”!

O grupo político liderado pelo prefeito Ednaldo Barros (PSDB), “rachou”, lançou como pré-candidato prefeito o seu sobrinho, o jovem Wendel Barros, muito desconhecido, inclusive do próprio grupo, como se tivesse desinteressado com o Pleito Eleitoral de 2016!... No meio do segundo semestre do ano passado, escrevi uma matéria, enviei para os blogs e publiquei na minha página da Rede Social FACEBOOK, já prevendo uma suposta tendência de “fiasco político”, “insinuando” sobre a existência de: sintoma de asfixia política, pressentimento de colapso eleitoral, relaxamento administrativo claro, desunião a flor da pele, desfaçatez em suposto desinteresse em disputar pra valer a Eleição de prefeito de 201 6!
O vice-prefeito “Paixão do Piri”, depois de deixarem o, zangado, andou dizendo que “sai candidato a prefeito, nem que seja por conta própria”, nem que venha a perder a disputa, ele tem se articulado junto ao secretário de obras, Rosalvo Almeida, querendo tirar a maior parte possível do grupo da situação. Informações de bastidores, dizem que o grupo de Ednaldo vive uma turbulência política, sem dimensão nem controle, e nem precedente.
                Em forte sinal de desorganização, desorientados, pessoas do grupo se desentendem, chegando até a “gritar” uns com os outros, em plena praça pública, mesmo na frente de pessoas da oposição. Desde o ano passado que migra gente para o principal grupo de oposição, e, pelo que se conhece, daqui para a segunda quinzena de setembro deverá haver uma “debandada em massa”, principalmente, se essa desarrumação política se mantiver e até aumentar!... Diz uma expressão popular: “Nada é tão ruim que não possa piorar!”
                Pessoas do grupo direitista/governista afirmam que “o prefeito tem o maior medo dos processos, quando deixar o poder”. Advogados e algumas autoridades relacionadas com a justiça, afirmam que é impossível ele escapar das penalidades das leis, por mais que se possa questionar as “falhas da justiça”. Conversando em Juazeiro, com o presidente do Comitê 9840 de Combate a Corrupção do Estado da Bahia, Davi Lima, ele indagou que “o prefeito de Sento-Sé vai ter que se esconder, desaparecer, se quiser não ter que penar com as punições da justiça”, e, eu o vejo da mesmo forma).
                São grandes e muitos os comentários da política municipal, e, a “novela” envolvendo o grupo situacionista nos reservará mais e mais capítulos!... É só observar, ouvi e esperar pra ver!

Laurenço Aguiar – Cidadão Comum e Militante Social.
Home Ads