quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Rui Falcão: pedido de extinção do PT é atitude antidemocrática do PSDB


O presidente nacional do PT, Rui Falcão, reagiu à representação protocolada pelo PSDB nesta quarta-feira, 20, na Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), na qual o partido pede a extinção do PT, caso sejam confirmadas denúncias de corrupção contra a sigla petista feitas pelo ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Em nota, Falcão afirmou que o PSDB tenta criar “mais um factoide” e tem mais uma “atitude antidemocrática”. Em documentação entregue à Procuradoria-Geral da República (PGR) antes do acerto da delação premiada, Cerveró acusou a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de 2006 de receber R$ 50 milhões em propina, oriundos de uma negociação para a compra de US$ 300 milhões em blocos de petróleo na África em 2005. As informações foram divulgadas pelo jornal Valor Econômico na última segunda-feira, 18. Na ação protocolada nesta quarta na PGE, o PSDB argumenta que o eventual recebimento de dinheiro do exterior para uso na campanha presidencial do PT de 2006, conforme apontado por Cerveró, é vedado pela Constituição Federal de 1988 e pressupõe a perda do registro partidário. Em delação premiada, Cerveró chegou a indicar também recebimento de propina no valor de US$ 100 milhões pelo “governo FHC”.
Estadão Conteudo
20 de janeiro de 2016, 18:29

BAHIA TCU cobra explicações sobre acordo de leniência da Engevix

O Tribunal de Contas da União (TCU) cobrou explicações à Controladoria Geral da União (CGU) sobre o acordo de leniência firmado com a Engevix, empresa acusada de fazer parte do esquema de corrupção da Petrobras. Em despacho assinado na terça-feira, 19, o ministro Bruno Dantas concedeu um prazo de cinco dias para a Secretaria Executiva da CGU prestar esclarecimentos. A medida atende a um pedido do procurador junto ao TCU Julio Marcelo de Oliveira. “(…) encaminhe ao Tribunal informações circunstanciadas sobre as tratativas, cópias das atas de reuniões e de todos os documentos produzidos até o momento, incluindo, se for o caso, cópia integral dos processos administrativos(…)”, diz despacho de Dantas. Na semana passada, a CGU e a Advocacia Geral da União divulgaram uma nota conjunta para afirmar “ser plenamente alcançável” um entendimento do governo com o TCU. O despacho de Dantas mostra que o caminho não é tão fácil assim.
Estadão Conteudo

fonte: politicalivre
Home Ads