quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

BRASIL: Estrela de Pinheiro começa a murchar no PT

Foto: Emerson Nunes/Política Livre

Declaração do senador Walter Pinheiro assegurando que não será mais candidato surpreendeu o PT
Caiu para abaixo de confiável o status do senador Walter Pinheiro no PT. A articulação política do governador Rui Costa (PT) alega que se dedicou a pelo menos duas semanas de conversações com o senador sobre a sucessão municipal.
Quando ele já havia batido o martelo em relação a concorrer à Prefeitura de Salvador pelo partido, depois, inclusive, de atendidas algumas das exigências que impôs para assumir a candidatura, liberaram o senador para uma conversa direta com o governador.
O encontro tinha o propósito apenas de selar o acordo pelo qual ele empalmaria o desafio de enfrentar o prefeito ACM Neto (DEM) em outubro.
Por isso, teve o efeito de um choque tanto para o governo quanto para o PT o fato de Pinheiro ter ido à imprensa declarar, de forma peremptória, que não será candidato, sem comunicar de forma oficial e previamente a Rui e ao PT.
Os petistas alegam não entender mais Pinheiro. Alegam que ele perdeu a noção de que hoje deixou de ser uma liderança importante na legenda, como foi no passado, tendo para negociar, no momento, apenas o mandato que ocupa.
Na corrente a que pertence no Estado, a DS (Democracia Socialista),  há muito perdeu o protagonismo, assumido por figuras que antes foram seus liderados, como o deputado federal Afonso Florence, hoje líder nacional do partido, e o ex-secretário Robinson Almeida (Comunicação).
Não há na bancada de deputados quem lhe siga a orientação nem na Câmara Municipal de Salvador. O vereador Gilmar Santiago, da mesma DS e antes identificado com Pinheiro, deixou há muito de ter o senador como referência.
Fonte: politicalivre
Home Ads