quarta-feira, 27 de abril de 2016

BRASIL: Dilma Rousseff já admite que afastamento da presidência é 'inevitável', diz jornal

Dilma Rousseff já admite que afastamento da presidência é 'inevitável', diz jornal
Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR
A presidente Dilma Rousseff já considera "inevitável" o seu afastamento do governo. Segundo a Folha de S. Paulo, o Palácio do Planalto agora tenta impedir que Michel Temer "se aproprie" de seus projetos, anunciando todas as medidas que estiverem quase prontas antes da votação do impeachment no Senado, prevista para acontecer no dia 11 de maio. Caso as acusações contra a presidente sejam acatadas pela Casa, ela fica afastada do poder por até 180 dias. O governo deve insistir no discurso de que uma eventual presidência de Michel Temer é ilegítima e que Dilma é vítima de um golpe. Ainda de acordo com a Folha de S. Paulo, a estratégia tem o aval do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Entre as medidas que Dilma deseja anunciar antes da votação no Senado estão as licitações dos aeroportos de Salvador, Fortaleza, Florianópolis e Porto Alegre, além da concessão de portos e ajustes tributários.

Fonte: BN
Home Ads