terça-feira, 24 de maio de 2016

REMANSO : Decreto do prefeito gera revolta na população

As ruas andam agitadas. Os grupos de conversa no WhatsApp e nas páginas de redes sociais tem um assunto que bate recorde: O decreto 1578/2016 do prefeito criando vinte e cinco novas multas, sempre em valores com três dígitos, para quem descumprir determinações do SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Remanso.
Tem multa para quem estende sua ligação dentro de casa sem avisar o SAAE, tem multa para o “desperdício” de água e taxa diferenciadas para religações e ligações: se a rua for calçada é 260 reais, se for asfalto 300 e se for terra 160.
O prefeito, na sua clínica, justifica o aumento de forma simples: “Herdei uma autarquia como SAAE completamente falida. Conseguimos manter em funcionamento, com dificuldade, mas com a crise foi necessária esta regulamentação para coibir as ligações clandestinas”.
O “herdei” do prefeito é dito com mágoa e de imediato tenta reformular. Afinal a herança foi do prefeito anterior que ele apoia para sucedê-lo: “Não disse herdei, a verdade é que o crescimento da cidade criou dificuldades para Zé Filho (o prefeito que o antecedeu e que quer ser seu sucessor), que não teve dinheiro para fazer ampliação da rede, aí sobrou para nossa gestão”.
Algumas multas do Decreto 1578/2016: Multa IX, se você deixar de efetuar manutenção na caixa de esgoto: 150 reais. Iniciar projeto (?) sem comunicar ao SAAE: 300 reais.

Informações: Manoel Leão/açaopopular
Home Ads