terça-feira, 17 de maio de 2016

Sento-Sé – Secretaria de Agricultura e ADAB realizam palestra sobre a Febre Aftosa

Palestra ADAB
A Secretaria de Agricultura, em parceria com a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), realizaram nesta quarta-feira (11), no Plenário da Câmara Municipal de Sento-Sé, uma palestra com o Tema: “Impactos da Febre Aftosa e o Papel da Sociedade na Erradicação”.
No encontro, a médica veterinária da Adab, Luciana Teixeira informou ao público o que é a Febre Aftosa e as implicações econômicas e sociais que a doença pode trazer para o país. “É uma doença provocada por um vírus, que é transmitido pelo ar de forma muito rápida. O animal contaminado libera o vírus através do suor, da saliva, do leite. Os principais impactos são o bloqueio comercial, desemprego na zona rural e indústria, queda no preço dos produtos, queda da arrecadação dos governos municipais e estaduais e a perda de crédito dos produtores rurais”, explica.
Durante a palestra, Luciana Teixeira destacou ainda que o índice de vacinação do município está abaixo da meta e ressaltou a importância dos produtores rurais imunizarem seus rebanhos. “Na última campanha, realizada em novembro do ano passado, o índice foi de 67% quando o mínimo esperado pela Adab é de 94% dos animais. A vacinação é a única forma de prevenir a doença. O animal vacinado é o animal que está mais protegido. Com o máximo de rebanho vacinado a gente tem um escudo. A nossa obrigação é manter o nosso rebanho livre da febre aftosa”, declara.
ADAB
Adicionar legenda
O Gerente Regional da Agência Estadual de Defesa Agropecuária, Fernando Mônaco considerou o encontro como um passo inicial para aproximar os produtores da Adab, melhorar os índices de vacinação do município e evitar as multas. “E importantíssimo o dia de hoje. Precisamos trazer os produtores para a Adab. O único jeito de reverter essa situação é vacinando, porque senão vai acabar entrando na parte ruim da coisa, que são as multas. Cada animal não vacinado é uma multa em torno de 53,00 reais, uma vacina custa 2,00 reais, por isso é muito importante prevenir, regularizar o rebanho, deixar o produtor adimplente”, destaca.
O Secretário de Agricultura, Bruno Pereira Ribeiro, afirma que “o evento foi fundamental para conscientizar os produtores a respeito do papel deles como agentes de imunização de seus rebanhos”, Conclui.
Os produtores têm até o dia 30 de maio para comprarem a vacina. Depois de imunizarem o rebanho, o prazo para declarar é até o dia 15 de junho, no escritório da Adab de sua cidade.
Fonte: ascom/camara
Home Ads