terça-feira, 14 de junho de 2016

SENTO SÉ: Manifestantes liberam temporariamente trecho da BA 210, em Sento Sé


Após conversa com representante do Constesf, manifestantes retiram bloqueio da estrada que liga os povoados de Piçarrão e Quixaba

Desde o início da última segunda feira (13), o trecho da BA 210, entre os povoados de Piçarrão e Quixaba, em Sento Sé, estava interditado por manifestantes que buscam a recuperação da via. Na manhã desta terça-feira (14), por volta das 9:30h, através de um conversa com o articulador político do Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf), Victor Berti, a estrada foi liberada.
Representando o presidente do Constesf e prefeito de Sobradinho, Luiz Vicente Berti, Victor, em sua conversa com os manifestantes, se comprometeu a levar um dos líderes da manifestação, Édio José dos Santos (Bozó), para uma reunião na Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), para discutir os problemas da estrada. "A gente sabe as dificuldades que os agricultores da região estão passando, primeiro com a crise hídrica e agora com a dificuldade para escoar a produção por conta da estrada que, muitas vezes, danifica e até leva à perda dos produtos. A alternativa que trazemos para ajudar é intermediar uma conversa com o governo do estado, ainda nesta quarta-feira (15), para resolver essa questão da melhor maneira possível. Em troca, os manifestantes liberam a via para os produtores não perderem os produtos que estão parados na estrada", afirmou.
De acordo com Bozó, essa já é a sexta vez que a via é bloqueada como forma de chamar atenção do poder público.  “O nosso objetivo aqui é conseguir os asfaltamento de Piçarrão até Quixaba e a recuperação da estrada que liga Quixaba até Sento Sé. Nós não queremos atrapalhar o trabalho e nem dar prejuízo a ninguém. Todo mundo está sofrendo, empresários e agricultores, então vamos todos nos juntarmos para resolver. Ficamos felizes com a ajuda do Constesf e vamos até Salvador para mostrar nossa urgência”, salientou.
Victor Berti aproveitou para esclarecer aos manifestantes que a responsabilidade de recuperação das estradas estaduais não é do Constesf. “O maquinário do Constesf é cedido para os municípios através de solicitação e cumprindo um cronograma. Cada município tem a responsabilidade sobre a máquina cedida pelo consórcio, tanto para usá-la como para mantê-la. As máquinas que recebemos do extinto Derba ainda estão sendo recolhidas e passarão por consertos e manutenção. Infelizmente o Constesf não dispõe de recursos para utilizar essas máquinas na recuperação de estrada, mas Luiz Vicente está colocando o Constesf à disposição para intermediar essa discussão entre os manifestantes e o estado”, explicou. 
Fonte: ascom/constest
Home Ads