sexta-feira, 1 de julho de 2016

CBHSF entrega planos de saneamento básico ao Ministério da Integração

Presidente do CBHSF anuncia que a entidade pretende lançar em 2017 o programa “Esgoto Zero” para incentivar os municípios a trabalharem em defesa do rio (Foto: Ed Ferreira/MI)

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) entregou ao ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, nesta quarta-feira (29.06), em Brasília, os 25 planos de saneamento básico elaborados pela entidade com recursos originários da cobrança pelo uso da água. A entidade se tornou a maior financiadora de PMSB’s de municípios ribeirinhos da bacia.

Atualmente, cerca de 70% das cidades são-franciscanas, das 507 existentes, não possuem saneamento básico, lançando grande quantidade de esgotos e dejetos químicos no leito do Velho Chico. Ao todo, foram investidos inicialmente R$ 7 milhões em cidades dos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. A intenção é que ainda este ano novos recursos sejam aplicados.

“Solicitamos o apoio do ministro Hélder Barbalho para execução das ações previstas nos planos de saneamento básico, com o objetivo de melhorar a qualidade e quantidade dos recursos hídricos da bacia hidrográfica do rio São Francisco”, dizia o ofício entregue pelo presidente do CBHSF, Anivaldo Miranda.

Esgoto Zero

Na ocasião, Miranda afirmou que o comitê de bacia pretende lançar em 2017 o programa “Esgoto Zero”, para incentivar os municípios a trabalharem em defesa do rio, que encontra-se contaminado com coliformes fecais e metais pesados. També estiveram presentes ao encontro, o vice-presidente do CBHSF, Wagner Soares, e o diretor técnico da AGB Peixe Vivo, Alberto Simon Schvartzman.


ASCOM – Assessoria de Comunicação do CBHSF
Home Ads