quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Campo Alegre de Lourdes: Servidores públicos são presos por desvios de verba


Durante a operação "Menos corrupção, mais educação" prendeu servidores públicos que estavam envolvidos em esquema que desviou R$ 1 milhão dos cofres públicos de Campo Alegre de Lourdes. Todos os servidores foram afastados de seus cargos. A operação, que foi coordenada pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), por meio do promotor de Justiça de Remanso, Rafael Santos Rocha, a operação comprovou a formação de uma organização criminosa que desviava verbas da educação do município há dois anos. Dezesseis mandados de prisão, busca e apreensão foram cumpridos. As fraudes foram constatadas após o lançamento do programa “O MP e os Objetivos do Milênio: Saúde + Educação”, no qual o promotor visitou as escolas e notou a falta de estrutura das unidades. Tal fato levou a promotoria a apurar o destino das verbas, o que revelou as fraudes. De acordo com a assessoria do MP-BA, a operação contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar e da Polícia Civil dos municípios de Campo Alegre de Lourdes e de Remanso, que cumpriram os mandados expedidos pelo juiz Criminal Dario Gurgel.

Fonte: BN
Home Ads