segunda-feira, 28 de novembro de 2016

“Queda de Geddel significa perda para a Bahia”, diz Azi



Foto: Reprodução/Metropress
Deputado eleito pelo Democratas, Paulo Azi acredita que as mudanças que estão sendo implementadas pelo governo Michel Temer vão encerrar o ciclo da recessão em 2017 e o país voltará a ter uma economia ajustada. Em entrevista à Tribuna, o parlamentar falou sobre temas como as eleições que decretaram a reeleição de Neto em Salvador, o governo Rui Costa na Bahia e a queda do ministro Geddel Vieira Lima, o que ele classifica como uma importante perda para o estado. “Acho que a Bahia perde muito. O ministro Geddel estava ocupando uma posição central no governo e eu não tenho dúvidas de que isso ia trazer enormes benefícios. Na verdade, já estava trazendo. Com sua força, já havia destravado projetos importantes para a Bahia, como o BRT, e outras obras no interior do estado. Projetos que estavam paralisados começaram a ser retomados, e eu lamento muito que o ministro Geddel deixe o governo. Ele deixa em um movimento voluntário, percebeu que poderia causar algum tipo de constrangimento ao presidente Temer e de forma espontânea decidiu deixar o governo”, disse ele. Sobre 2018, preferiu cautela ao ser questionado se ACM Neto seria a grande aposta do partido. No entanto, não negou a possibilidade, admitindo ainda que a pressão é muito forte. Confira entrevista completa aqui.
Fonte: politicalivre 
Home Ads