terça-feira, 17 de janeiro de 2017

CASA NOVA: Wilker Torres se reúne com sindicatos e busca soluções para atraso nos salários deixado pela antiga gestão

“O momento é de arrumar a casa”. É com esse pensamento que o prefeito de Casa Nova-BA, Wilker Oliveira Torres (PSB), inicia seus trabalhos à frente do município. Desde os primeiros dias de sua gestão, Wilker do Posto (como é conhecido) tem se reunido com secretários, vereadores, lideranças comunitárias, sindicatos e representantes de classes, com o objetivo de solucionar demandas e pendências deixadas pela antiga gestão.
Uma das questões mais urgentes do município é a quitação dos salários dos servidores, referentes ao mês de dezembro do ano passado, que não foram pagos pelo ex-prefeito Wilson Cota. Diante da situação, o atual chefe do executivo municipal convocou uma reunião no último dia 11 para esclarecer e solucionar o problema. Profissionais da educação, da saúde e demais servidores foram representados no ato através da APLB-Sindicato, SINDICAM (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Casa Nova) e ACS (Agentes Comunitários de Saúde).
“Estamos sabendo da situação crítica em que o município foi deixado. Sabemos também que esse débito não é culpa do prefeito Wilker, tanto que ele foi eleito pelo povo justamente para resolver esses problemas. Por isso estamos aqui, buscando através do diálogo um posicionamento mais concreto da prefeitura para resolver esse impasse e dar uma resposta à categoria”, explanou a secretária de assuntos jurídicos da APLB-Sindicato de Casa Nova, Ana Rocha.
O prefeito Wilker Torres informou que já está em contato com os órgãos de controle e que o próximo passo agora é a abertura de uma auditoria nas contas do município, como forma de solucionar o problema com mais eficiência. “As medidas já estão sendo tomadas. Estamos concentrando as nossas energias na regularização dos salários não pagos pela antiga gestão. Ressaltamos ainda que a resolução deste problema é uma prioridade e juntamente com os secretários e representantes de cada categoria vamos normalizar essa situação o quanto antes”, garantiu Torres.

Ascom/PMCN
Home Ads