sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

EX-PREFEITO EDNALDO BARROS EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO À POPULAÇÃO

Foto: Arquivo 
LEIA ABAIXO MATÉRIA QUE PREFEITA ANA PASSOS PUBLICOU NO PORTAL "BAHIANOTICIAS" :


Sento Sé: Prefeita diz que débito de gestão anterior impede uso de conta

A gestão atual de Sento Sé, no Sertão do São Francisco, alega que está impossibilitada de movimentar uma conta por falta de pagamento do prefeito anterior. O débito chega a quase R$ 700 mil ao Banco do Brasil. De acordo com a prefeita eleita, Ana Passos, os motivos para o bloqueio da conta se deve à má gestão deixada por Ednaldo Barros. Segundo Passos, mesmo com o envio de documentos, não foi possível ainda a liberação da conta. Por conta disso, diz a prefeita, o governo federal bloqueou quase R$ 260 mil da conta da prefeitura, referente ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). “Este valor é da folha de pagamento da Previdência Social dos meses de outubro, novembro, dezembro e do décimo terceiro dos servidores, como também dos juros cobrados por atraso com o INSS, que a gestão anterior não pagou. Além de não deixar dinheiro para pagar as contas que ficaram", afirmou.

BN 

AGORA LEIA NOTA DE ESCLARECIMENTO DO EX-PREFEITO EDNALDO BARROS

O ex-prefeito de Sento Sé, Ednaldo Barros, vem a público esclarecer fatos inverídicos que foram divulgados pela atual gestora, na tentativa espúria de escusar-se das responsabilidades administrativas que recaem sob um gestor municipal, bem como para eximir-se de cumprir acordos e promessas de campanha.
O ex-gestor do  Município informa aos cidadãos Sentoseenses que não deixou nenhum débito junto ao Banco do Brasil e que todas as contas bancárias da prefeitura estavam aptas a serem movimentadas até o dia 01 de janeiro, quando a atual gestora assumiu..
O Ex-prefeito de Sento Sé, Ednaldo Barros, responde à prefeita Ana Passos, que é de praxe o desconto do INSS (Previdência) em todas as prefeituras do Brasil. Se a atual prefeita não tem conhecimento, tudo bem, agora, querer se justificar com o desconto que é automático de todas prefeituras, não justifica.
Segundo o ex-prefeito Ednaldo, o que a atual gestora não está tendo é gerenciamento. Dizendo que não está em condições de mexer nas contas da Prefeitura. Ora, se desde o ultimo dia 01 de janeiro é ela quem movimenta as contas, na verdade ela não está tendo condições, capacidade administrativa de fazer com que as contas movimentem, não é por conta da existência de débito, disso ou daquilo.
Com relação de que havia deixado um débito de 700 mil reais junto ao Banco do Brasil. O ex-prefeito Ednaldo inclusive diz que deixou dinheiro em caixa e pode ser provado com os extratos bancários, os quais são suficientes para cumprir em parte o pagamento dos servidores referente ao mês de Dezembro. Além do mais, a gestão Ednaldo Barros cumpriu o pagamento do mês de Novembro e do 13º Salário. Como a legislação permite que o mês de Dezembro seja pago até o 5º dia útil do mês subsequente, nesse caso, compete a atual gestão pagar.
Diferentemente do passado, a ex-gestão do esposo da atual prefeita, por exemplo, deixou dois meses e mais o 13º Salário de 2008 sem pagar e a gestão Ednaldo Barros, sem nenhum alarde, pagou aos servidores. O Ex-prefeito até lembra do episódio envolvendo o referido ex-gestor na Pracinha do Balbino.

Finalmente, o ex-prefeito Ednaldo Barros alerta a prefeita que o INSS não informa aos gestores que paguem as contribuições da Previdência, eles bloqueiam e que a prefeita se prepare que todo mês esse bloqueio vai acontecer em todas as prefeituras do Brasil, não é somente em Sento Sé.


Com informações de Ednaldo Barros
Home Ads