segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Prefeito Wilker Torres cobra entendimento entre empresas e trabalhadores da eólica

Nos últimos dias, circulou boatos nas redes sociais sobre a demissão de alguns funcionários que atuavam como armadores nas atividades de construção, acesso e montagem dos geradores de energia eólica, em Casa Nova-BA. A demissão teria acontecido em detrimento da admissão de pessoal de fora do município. Com o intuito de esclarecer os fatos, o prefeito, Wilker Torres (PSB), convocou uma reunião com representantes das empresas e dos trabalhadores para resolver o assunto.
Na ocasião, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada e Montagem Industrial do Estado da Bahia (Sintepav-BA), apresentaram um gráfico com o quadro atual dos funcionários, onde foi constatado que cerca de 60% da mão de obra das empresas é local. De acordo com o Diretor de Assuntos Econômicos, e responsável pelo Sintepav na região norte do estado, José dos Santos, os quatro funcionários recentemente contratados – o que teria gerado a insatisfação de alguns internautas - são moradores de Casa Nova.
“Nós tivemos acesso à lista nominal dos trabalhadores e constatamos que a folha de pagamento irá fechar o mês de fevereiro com algo em torno dos 60% do quadro de funcionários sendo de moradores de Casa Nova. E se calcularmos ainda os moradores daqui do entorno da cidade, esse número salta para os 80%”, informou dos Santos.
Ainda sobre o caso, o prefeito Wilker Torres foi informado que a Câmara de Vereadores irá convocar uma audiência pública para debater com a população a situação atual da eólica. “Através do diálogo é que vamos buscar condições para a geração de emprego e renda no nosso município. Eu acredito que através de parcerias, força de vontade e com a colaboração do setor privado, nós vamos proporcionar dias melhores para homens e mulheres dessa cidade que sempre gostaram de trabalhar”, concluiu o prefeito.

Ascom/PMCN
Home Ads