OUÇA A NOSSA WEB RÁDIO SENTO SÉ AGORA - AO VIVO

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Crise?: Prefeitura de Campo A. de Lourdes vai gastar mais de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais) em combustível e material elétrico

POR SOUZA FILHO
17/02/2017 19:40
Prefeitura de Campo Alegre de Lourdes
Que o governo anterior teve grandes problemas para administrar o município de Campo Alegre de Lourdes, de 2013 a 2016 é fato. Mas parece que o atual prefeito se esqueceu de que já faz quase 50 dias que o mesmo assumiu o mandato, e que foi eleito para resolver os problemas do município, não para apontar o que foi feito e o que deixaram de fazer.  A grande maioria da população de Campo Alegre de Lourdes mostrou nas urnas a insatisfação com a gestão anterior. E  essa mesma maioria votou e elegeu Enilson para prefeito para resolver tais problemas, mas parece que o prefeito após 50 dias de governo a única frase que sabe dizer é “A antiga gestão não deixou, A culpa é de Delaneide”, e quando é que o prefeito vai dizer que já fiz isso e estou fazendo aquilo?.
Após assumir o mandato em Campo Alegre de Lourdes, o novo prefeito, Dr. Enilson Marcelo decretou estado de emergência na saúde, educação e segurança publica.  A publicação em que decretou estado de emergência na saúde e educação e demais áreas administrativas do município foi publicada no Diário Oficial do município no dia 04/01/2017.
O prefeito interditou o Hospital Municipal, fechou o Mercado Municipal e adiou o início do ano letivo. Tudo isso, segundo ele, devido à crise financeira em que encontrou o município de Campo Alegre de Lourdes.
Mesmo diante de decreto publicado pelo próprio prefeito para forjar uma suposta crise financeira, na mesma data em que foi publicado o Decreto de emergência financeira do município, o atual prefeito começou a nomeação cargos comissionados, para parentes dele e dos vereadores aliados, com salários que variam de R$ 2.600,00 a R$ 4.600,00, remunerações que somam mais de R$ 150.000,00 mensais aos cofres públicos municipais.
O prefeito alega crise e contratou bandas para os festejos da cidade, em que os valores que somam mais de R$ 100.000,00.
Diante da crise financeira decretada pelo prefeito, principalmente na área da saúde fechamento do hospital, na educação adiamento do início do ano letivo, fechamento do mercado municipal.
O prefeito publica um resultado de um processo licitatório em que a prefeitura pretende gastar R$ 2.341.700,00 (Dois milhões trezentos e quarenta e um mil e setecentos reais) em combustível e óleos lubrificantes, em dois postos de combustível da cidade. E em outra licitação o município pretende gastar R$ 695.693,00 (seiscentos e noventa e cinco mil seiscentos e noventa e três reais), em aquisição de materiais elétricos para atender as necessidades da prefeitura municipal de Campo Alegre de Lourdes e suas Secretarias.
Pois bem… Se a Saúde, Educação, Segurança e Administração estão em crise, devido a falta de recursos, e o prefeito vai comprar mais de dois milhões de reais em combustível e mais de seiscentos mil em material elétrico, fica bem claro que a prioridade do prefeito não é nem a Saúde, nem Segurança e muito menos a Educação do Município de Campo Alegre de Lourdes, e sim interesse obscuros para beneficiar empresas de aliados na campanha de 2016.
Na publicação do resultado do dia 10 de fevereiro de 2017, a empresa JANETE LOPES DIAS MIRANDA – ME inscrita no CNPJ: 12.959.048/0001-00, referente aos itens 1,4,5,6,7,8,9,10 e 11 do processo administrativo licitatório nº 002/2017, com o valor referente ao preço global de R$ 1.057.700,00 (um milhão cinquenta e sete mil e setecentos reais). E a empresa,  QUALIDADE LTDA inscrito no CNPJ: 19.367.942/0001-30 referente aos itens 2 e 3 do processo administrativo licitatório nº 002/2017, com o valor referente ao preço global de R$ 1.284.000,00 (um milhão duzentos e oitenta e quatro mil reais).
Na publicação diz que os dois postos de combustível foram vencedores do processo licitatório, a empresa Janete Lopes Miranda – M, venceu referente aos itens 1,4,5,6,7,8,9,10 e 11 do processo administrativo licitatório nº 002/2017. E a empresa Qualidade LTDA venceu referente aos itens 2 e 3 do processo administrativo licitatório nº 002/2017.
São 11 itens que consta no processo administrativo licitatório nº 002/2017, mas o que dizem tais itens? Por que não tornou publico esses itens? Esses valores das licitações dos dois postos de combustível é referente aos 4 anos de governo? Ou apenas para o primeiro ano?
SALÁRIOS ATRASADOS:
Na gestão anterior quando os salários atrasava a culpa era da prefeita, hoje a culpa ainda é da ex prefeita.
Muitos servidores concursados efetivos e até mesmo os contratados pela atual gestão ainda estão sem receber suas remunerações. O atual prefeito culpa a gestão anterior.
De início o prefeito colocou a culpa na gestão anterior que deixou de pagar o INSS e após cair a verba houve um desconte de mais R$ 600.000,00, segundo o prefeito. Até aí tudo bem!
Agora, o prefeito culpa novamente o desconto do INSS, e também o culpa a gestão anterior de não deixar informações dos servidores que prestam serviço para o município, onde seria necessário para o pagamento da remuneração dos mesmos.
O prefeito havia dito que os atrasos era por que a verba havia sido descontada pelo INSS, o prefeito se contradiz ao informar a população em entrevista a uma rádio comunitária da cidade. O prefeito disse que tem o dinheiro em caixa e a culpa é da antiga gestão que não deixou nenhuma informação dos servidores que prestam serviço ao município, para que assim ele pudesse realizar os pagamentos.
Obs: Os salários de cargos comissionados já foram realizados.
POR QUE NÃO TEM AS INFORMAÇÕES?
Ao assumir o mandato o prefeito exonerou todos os servidores contratados. E contratou outros servidores de sua escolha.
Ao assumir o mandato o prefeito realizou uma semana de recadastramento dos servidores concursados e efetivos que prestam serviços ao município.
Ao assumir o mandato o prefeito em publicação no Diário Oficial do Município nomeou cargos comissionados, com salários que somam mais de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais) mensais.
No TCM tem todas as informações, inclusive salários de todos os servidores do município de Campo Alegre de Lourdes-BAHIA.
Diante destas informações, qual a dificuldade de obter informações para realizar pagamentos dos servidores municipais. Ou é mais fácil culpa a gestão anterior?

Fonte: Blog do Lucas Nunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário