OUÇA A NOSSA WEB RÁDIO SENTO SÉ AGORA - AO VIVO

sábado, 1 de abril de 2017

Prefeitura de Santo Amaro fraudou contratos de fornecimento de combustível

Os investigadores da Operação Adsumus descobriram uma quarta fonte de propina no esquema de corrupção mantido na prefeitura de Santo Amaro de 2012 a 2016. Em delação premiada ao Ministério Público da Bahia (MP), o empresário Luís Cláudio Sampaio Lobo revelou que as fraudes em licitações se estenderam também aos contratos para fornecimento de combustíveis ao Município. Até então, os promotores de Justiça responsáveis pela Adsumus haviam detectado desvios de pelo menos R$ 24 milhões em três áreas: compra de material de construção, aluguel de veículos e obras públicas. A informação consta no pedido de prisão apresentado contra o ex-prefeito da cidade Ricardo Machado (PT) pelo MP, através do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco). Com os detalhes revelados pelo delator, a Adsumus prepara uma nova denúncia contra Machado e outros investigados na operação. Entre os quais, o ex-vice-prefeito Leonardo Pacheco (PSB), preso na última-terça, e o empresário Roberto Santana, que está foragido. De acordo com o Gaeco, ambos agiam sob a liderança de Machado, cuja prisão foi negada pela Justiça de Santo Amaro.
Jairo Costa Jr., Correio*/politicalivre

Nenhum comentário:

Postar um comentário