terça-feira, 23 de maio de 2017

Prefeita de Sento Sé decreta aumento na contas de água em 14,20% e não comunica a população

Muitos moradores reclamam do novo valor e dizem que a falta de água é constante.
A prefeita de Sento Sé, Ana Luisa Passos, decretou nesta última segunda-feira (15) um reajuste médio de 14,20% nas faturas de água e esgoto, já com vencimento agora em Maio de 2017. Com isso serviços prestados pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Sento Sé tiveram seus preços aumentados.
No início da tarde desta sexta-feira (19), alguns moradores e leitores do Blog já sabendo do decreto, entrou em contato com nossa redação para reclamar desse “aumento abusivo” da conta, pois nem a Prefeitura e o SAAE não veicularam anuncio do aumento de 14,20% na conta de água.
“Tem que levantar às 4h da manhã, porque a água não vem com força. Toda a vida a água vem fraca. O salário aumenta só um pouquinho e a água aumenta este tanto”, desabafa uma moradora que não quis se identificar.
Já a empregada doméstica Fernanda Pereira reitera que muitas vezes não teve água nem para fazer a refeição da família. “Às vezes não tem água nem para dar banho na criança. Falta direto. E se atrasar na conta, vem aviso de corte. São tantas contas e ainda tem esse aumento”, reclama.
Confira o Decreto na Íntegra:
Gabriel Filliph – Sento Sé Notícias
 Confira a Nota do SAAE
O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) desconhece qualquer reclamação da falta d’água.
Quanto ao aumento na tarifa de água é extremamente necessário para manter o padrão de qualidade do tratamento que estamos oferecendo. É preciso acompanhar a alta nos preços de produtos químicos, materiais hidráulicos, elétricos, combustíveis entre outros. Na realidade, essa ação é apenas o repasse do Indice Nacional de Preços ao Consumidor 2015/2016 e 2016/2017.

Fonte: sentosenoticia
NOSSO PONTO DE VISTA:
Esses aumentos, deveriam ser primeiramente analisadas pela Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara de Vereadores. Após emitir  parecer seria  posteriormente encaminhado para votação no Plenário. Nunca deveria ser uma decisão unilateral do Executivo.
Home Ads