sexta-feira, 30 de junho de 2017

30 DE JUNHO: Dia Internacional do Cooperativismo

Numa época em que a desigualdade de renda está aumentando em todo o mundo, é bom lembrar que existem soluções para a desigualdade. O modelo cooperativo é o principal deles. Sua definição, princípios e valores acordados internacionalmente o separam de todas as outras formas de organizações empresariais.
Esses princípios afirmam que a adesão a uma cooperativa é aberta e sem discriminação a todas as pessoas que os aceitem. E essa abertura oferece acesso à criação de riqueza e à eliminação da pobreza. Isso resulta do princípio da cooperação na participação econômica dos membros: "Os membros contribuem, de forma justa, para o controle democrático e para o capital da sua cooperativa". Como as cooperativas são centradas nas pessoas e não centradas no capital, elas não perpetuam nem aceleram a concentração de capital e distribuem a riqueza de maneira mais justa.
O acesso aberto, proporcionado pelas cooperativas, se estende por todos os setores de negócios onde operam – crédito e poupança, educação, agricultura, compra de bens e serviços, saúde, habitação, transporte, prestação de serviços artísticos e industriais, dentre outros. Onde quer que o mercado – onde as relações são baseadas em capital – falhe ao cuidar das necessidades das pessoas, elas podem optar por se organizar em cooperativas.
Para além da sua estrutura não discriminatória, as cooperativas também promovem a igualdade externa, através do seu sétimo princípio "Interesse pela Comunidade". Como elas normalmente são baseadas em seus locais de origem, se comprometem com o desenvolvimento sustentável de suas comunidades – especialmente nas dimensões ambiental, social e econômica. Este compromisso evidencia-se em todo o mundo no apoio cooperativo às atividades cidadãs, no abastecimento local de suprimentos para beneficiar a economia local e na tomada de decisões que considera o impacto em suas comunidades.
As cooperativas conseguem resultados não como instituições de caridade, mas como organizações empresariais baseadas na ajuda mútua entre os que cooperam. Isso permitiu que o crescimento em escala, através de estruturas federadas baseadas na comunidade e oferecendo serviços cada vez mais variados em resposta às necessidades dos membros. O World Co-operative Monitor (relatório de acompanhamento do setor cooperativista, da ACI) informa que as 300 maiores cooperativas do mundo, por si só, representam mais de US $2,5 trilhões de volume de negócios anualmente. Mais de 250 milhões de pessoas organizam seus meios de subsistência por meio de uma cooperativa. Esta é a criação e distribuição de riqueza em um alto nível de impacto. A questão da escalabilidade das cooperativas respondeu ressonante afirmativamente há muito tempo.
Esse impacto é uma das razões pelas quais a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), reconhecendo que a experiência humana não é definida apenas por lugares e monumentos tangíveis, mas igualmente por práticas e tradições, recentemente admitiu as cooperativas em sua lista do patrimônio cultural intangível da humanidade.
É importante notar que não é apenas a desigualdade de renda que aflige o mundo. As mulheres em particular – assim como muitos grupos minoritários - muitas vezes tem negado o seu acesso às atividades que seriam essenciais para melhorar sua situação de vida. A não discriminação, definida nos princípios cooperativos, é multidimensional: gênero, social, racial, político e religioso, garantindo que ninguém seja deixado para trás.
Neste Dia Internacional do Cooperativismo, a Aliança Cooperativa Internacional convida as cooperativas em todo o mundo a refletir sobre a miséria causada pelo aumento da desigualdade, a comprometer a igualdade em suas comunidades. E a celebrar a contribuição cooperativa para tornar o mundo um lugar melhor. A plataforma 'Coops para 2030' (http://www.coopsfor2030.coop) oferece a possibilidade de as cooperativas se comprometerem com iniciativas voltadas para a implementação dos ODS - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. E a Aliança Cooperativa Internacional encoraja todas as cooperativas a fazê-lo.
Livre adaptação da OCEB para o manifesto da ACI - Aliança Cooperativa Internacional, pelo Dia Internacional do Cooperativismo
Home Ads