terça-feira, 6 de junho de 2017

SSP diz que ranking das cidades mais violentas do Brasil é equivocado: “falta metodologia”

Após a divulgação do ranking do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) da Bahia resolveu se manifestar. Por meio de nota, a SSP afirmou que o estudo foi feito de forma equivocada, pois, como já havia destacado anteriormente pelo Ministério da Justiça, falta uma “metodologia única para contagem dos casos”.
Segundo a Secretaria, a diferença dos rankings divulgados só prova que existe uma grande “discrepância da forma de coleta de dados”. “Enquanto não houver uma padronização na coleta destas informações junto a todos os estados, pesquisas como a publicada em nada vão colaborar para entender a real situação dos municípios e a dinâmica da violência no país”, afirmou.
A SSP ainda alegou que o Governo Federal precisa implantar e investir em planos de segurança “de modo que as informações sobre a violência sirvam de fato para estabelecer estratégias para diminuí-la”.
O ranking divulgado nesta segunda-feira (5) colocou quatro municípios baianos como uns dos dez mais violentos do Brasil. Lauro de Freitas apareceu como a mais violenta da Bahia e, no ranking nacional, perdeu apenas para Altamira, no Pará.
VN
Home Ads