domingo, 16 de julho de 2017

Baiana de acarajé agora faz parte da Classificação Brasileira de Ocupações

O documento assinado nesta sexta-feira (14) reconhece, nomeia, codifica e descreve as características das ocupações do mercado de trabalho brasileiro.
De acordo com uma estimativa da Associação das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivo da Bahia (Abam), apenas em Salvador, 3.500 profissionais poderão ser beneficiadas. As baianas já são reconhecidas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Iphan desde 2005. Mas a partir de agora, elas também poderão assumir a identidade profissional para tirar documentos como RG, e passaporte, ou se cadastrar como microempreendedor individual.
Fonte: radardabahia
Home Ads