quinta-feira, 6 de julho de 2017

SENTO SÉ 185 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLITICA E NENHUMA FESTIVIDADE

Foto: Osiel Amaral - Arquivo 2005
Criado em 06 de Julho de 1832, por decreto imperial, o município de Sento-Sé completa hoje 185 anos de emancipação política.
Nos primórdios foi um aldeamento indígena da tribo Centossés. Os primeiros desbravadores do território foram portugueses procedentes do Piauí, os quais ali se estabeleceram formando lavouras de cana de açúcar, instalando engenhos e fundando a feitoria Sento-Sé. Em 1719, construiu-se a capela de São José, elevada à freguesia, em 1752, com o nome de São José da Barra. Por divergências políticas, em 1911, a sede municipal foi transferida para o arraial de Almeida, modificando posteriormente o topônimo para Manoel Vitorino. Pelo decreto estadual nº 8818, de 20 de fevereiro de 1934, a vila foi elevada à categoria de cidade e com o nome de origem, Sento-Sé.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparecia constituído de seis distritos: Sento-Sé, Alegre, Boqueirão, Lagoa, Oliveira e Taboleiro Alto. Atualmente é formado por sete distritos: 1º Sede, 2º Pirí, 3º Américo Alves, 4º Cajuí, 5º Amaniú, 6º Piçarrão e 7º Minas de Mimoso.
Pela lei estadual nº 3347, de 23 de Dezembro de 1974, transferiu-se a sede municipal para o local distante 82 km da cidade velha, sendo esta inundada pela barragem do Sobradinho, no rio São Francisco.
 A nova cidade de Sento-Sé, localizada a 192 km de Juazeiro, na margem direita do rio São Francisco, no lago de Sobradinho,  em 2017 completa  41 anos. Com uma área territorial de 12.698,7 km2, é o terceiro maior município da Bahia em extensão territorial. O bioma dominante é a caatinga e sua população é de aproximadamente 40.000 habitantes, estimativa IBGE 2015.
O município vive basicamente da agricultura irrigada, pesca, pecuária, mineração e do comércio. É um dos maiores produtores de cebola do Nordeste; Concentra grandes jazidas de ferro, manganês, Magnesita, ametista, quartzo e cristal branco. Destaca-se na criação de caprinos, ovinos e bovinos.
Para comemorar a data nenhuma festividade foi programada pela Prefeitura Municipal. Apenas uma caminhada com alunos de escolas da rede municipal  e uma rajada de fogos.

SENTO SÉ: "Cultura e História que morrem a cada dia".


Home Ads