sábado, 26 de agosto de 2017

IPEA e o Movimento dos Atingidos por Barragens realizam um levantamento da dívida dos atingidos Barragem de Sobradinho

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), em parceria com o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), realizam um levantamento da dívida que a Chesf e o Estado têm com os atingidos a pela construção da Barragem de Sobradinho.
Por meio de levantamento de dados, aplicação de questionários e realização de entrevistas em Casa Nova e nos outros municípios, o trabalho busca entender a realidade dos municípios e condições de vida e trabalho na região.
“É inadmissível que os atingidos tenham sido retirados para a geração de energia e até agora o município de Casa Nova tenha grande parte de suas comunidades no escuro”, afirma a pesquisadora Maíra Gomes.
A pesquisa não é uma “auditoria social”, em que se busca identificar danos de cada uma das famílias atingidas, mas sim um estudo dos aspectos coletivos desta dívida social. O resultado será um Relatório que deve apontar as necessidades de políticas sociais no município, que garantam aos cidadãos o acesso a água, energia, saúde, transporte e educação.
A equipe de pesquisadores irá realizar visitas em cerca de mil domicílios de Casa Nova até o fim de novembro. A pesquisadora Maíra Gomes explica que é aplicado um questionário em cada casa, com perguntas parecidas com as realizadas pelo IBGE, sobre as características do domicílio, avaliação dos moradores da situação da saúde, educação e transporte e condições de trabalho, além de questões sobre a Barragem de Sobradinho.
“São perguntas simples que qualquer morador de Casa Nova pode responder. Nossa equipe é treinada para realizar o questionário com agilidade e descrição”, reforça. Ela informa que as equipes vêm tendo dificuldade em ser recebida nos domicílios, principalmente na cidade, e pede o apoio dos casanovenses.
“Sabemos dos riscos de segurança nos dias de hoje, que nós também andando pelas ruas estamos correndo. Por isso mesmo pedimos o apoio da população e a compreensão na importância da realização dessa pesquisa no município”, reafirma.
Até o dia 30 de novembro a equipe visita as seguintes comunidades:
INTERIOR
Açude de Pedra, Barra dos Barnabés, Bem Bom, Junco, Lago, Lagoas Novas, Localidade de Jardim, Luiz Viana, Melancia de Baixo, Mosquito, Olho D´água, Palmeira, Pau a Pique, Recreio, Riacho do Sobrado, Riacho Grande, Santana do Sobrado, Sítio Umbuzeiro, Sítio Veredão, Tiririca.
Fonte:blogwaldineypassos
Home Ads