terça-feira, 12 de setembro de 2017

BRASIL: Garanta a aposentadoria do INSS mesmo sem emprego

Em tempos de orçamento apertado, ninguém quer ou nem mesmo consegue pagar nada além do básico.No caso das contribuições ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) não é diferente.Porém, quem está na informalidade pode criar estratégias para manter o direito aos benefícios da Previdência, caso fique doente, e também somar contribuições, ainda que esporádicas, para poder se aposentar no futuro.Se não trabalha com a carteira assinada, o segurado pode fazer recolhimentos à Previdência como contribuinte individual ou facultativo.A escolha será determinada pela sua renda.Se não tiver nenhum tipo de rendimento, mas ainda assim quiser garantir o direito ao auxílio-doença e à aposentadoria, o segurado deve contribuir como facultativo.Esse é o caso de donas de casa, de estudantes que ainda não fazem estágio ou recebem bolsa e também de quem está desempregado e não está fazendo bicos.

Fonte: RBN/
Home Ads