terça-feira, 24 de outubro de 2017

Casa Nova: Governador Rui Costa vai deixar 1.000 alunos sem aula

Cansados das promessas que nunca se cumprem, 20 proprietários de ônibus que transportam alunos do interior de Casa Nova para a sede ou para as extensões dos colégios estaduais resolveram na tarde desta segunda-feira (23/10) paralisar o transporte.
André Lima, um dos proprietários, que fala, mesmo temeroso “das represálias” explica: “A situação é feia. A gente rodou no mês de março e ainda tem umas diárias sem receber. Mês de agosto não saiu nada, mês de setembro não recebemos. Estamos no final do mês de outubro sem receber um real!”
Segundo André Lima, rodeado de diversos outros proprietários de ônibus, cada um deles transportando em média 55 a 60 alunos diariamente, alguns percorrendo mais de cem quilômetros por dia, nem o governo, nem os responsáveis pela empresa Paisagem Serviços, dão explicações ou resolvem: “É hoje, é amanhã e nada. Só promessa mesmo”
Esta semana o posto que vendeu combustível à empresa Paisagem Serviços parou o fornecimento por falta de pagamento pela empresa: “Resolvemos parar, porque agora  estamos andando com óleo que tomamos emprestado. Quem presta serviços ao município está normal, está bom demais, recebe certinho a cada trinta dias enquanto a gente tem 90 dias sem receber um real” – fala outro proprietário, que não quer se identificar.
Emerson Augusto dos Santos é aluno da rede estadual, estuda no Centro Educacional Antonio Honorato, 3º ano do ensino médio, mora no Recreio, uma localidade a 10 quilômetros da sede, estava, com mais outras centenas de alunos na tarde desta segunda-feira ao lado dos motoristas: “Acho que os motoristas devem para mesmo. Ninguém trabalha de graça”. Se ele vai vir para a escola se os ônibus estiverem parados?: “Acho que não. É muita dificuldade para vir pra cá. O Governador tem de dar um jeito ai”.
A antiga DIREC, denominada pomposamente de Núcleo Territorial de Educação do Sertão do São Francisco (NTE10), sediada em Juazeiro repete e mesma ladainha que fez em setembro. Em nota afirma informa “que o transporte escolar está sendo realizado normalmente. Esclarece que está finalizando os trâmites legais para conclusão dos pagamentos pendentes com a empresa prestadora do serviço”.
Ascom PMCN
Fonte: informativo do vale
Home Ads