domingo, 22 de outubro de 2017

Ronda Maria da Penha é implantada em Sobradinho


Na manhã desta última sexta-feira (20), no estacionamento da Câmara Municipal de Sobradinho/BA, o Major Comandante da 96ª Companhia Independente da Policia Militar, o Prefeito, e vereadores de Sobradinho/BA, receberam das mãos do Comandante Geral da Policia Militar da Bahia, Coronel Anselmo Brandão, as chaves de um veículo (viatura) e condecorou, colocando o ombral com detalhes rosa em três oficiais militares, SD. PM Vanessa, SD PM Robenia e SGT PM Robson, para atuarem especialmente na Ronda Maria da Penha de Sobradinho, implementada nesse ato.


A Ronda Maria da Penha é um instrumento protetivo às mulheres vitimas de violências. Foi criada pela Major PM Denise Santiago (foto), em março de 2015. Não importa se é em casa, na casa de parentes, na vizinhança ou no trabalho, a ronda vai ao lugar indicado pela mulher vítima da violência. Pode ser em qualquer dia ou horário, de surpresa. A intenção é que o agressor saiba que ao se aproximar da mulher pode dar de cara com policiais.

Movimento “Mulheres em Foco de Sobradinho” Saúda essa conquista!



Na solenidade, o movimento de mulheres de Sobradinho que é grande, foi representada com a presença de Aldercilene Gomes, uma de suas incentivadoras, que saudou essa importante conquista para as mulheres e pra cidade, dizendo: – O Mulheres em Foco de Sobradinho surgiu pela detecção e preocupante altos índices de violência doméstica e mortes de mulheres na cidade, daí nós mulheres nos reunimos, resolvendo criar esse movimento, focado na implantação desse instrumento de proteção às mulheres daqui, pra tal, foi necessário que fosse feito uma plenária das mulheres de Sobradinho, a qual foi realizada no dia 25.03.2017 (fotos), convidando toda comunidade, onde se estabeleceu a criação do movimento enquanto organização, já deliberando a solicitação da implantação da Ronda Maria da Penha e a reativação do CMDDM – Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher no município.

No decorrer da organização do movimento, com apoio de instituição similar, de Juazeiro, buscamos orientação para a reativação do CMDDM e protocolamos nas mãos do Governador da Bahia, Rui Costa (PT), em visita a vizinha cidade de Casa Nova/BA, em julho/2017 (foto), a solicitação da Ronda Maria da Penha para Sobradinho.

Diante de toda essa luta, organização e a importância dessa conquista implantada hoje aqui em nossa cidade, o Mulheres em Foco de Sobradinho, saúda e dá boas vindas à Ronda Maria da Penha, desejando que sua atuação possa minorar os índices alarmantes de violência contra as mulheres da Terra da Barragem”. Aproveitando, agradecemos ao Governador Rui Costa (PT) e ao comandante que se sensibilizaram com a triste demanda que mazela o gênero feminino deste município, autorizando e efetivando a implantação desse protetivo a elas, parabenizamos e agradecemos também a todos e todas que direta ou indiretamente contribuíram para esse sonho realizado, que deve por hora ser comemorado com moderação, pois ainda irá iniciar um tratamento na violência contra a mulher.

Ressalvo novamente que nós do Mulheres em Foco de Sobradinho protocolamos a solicitação de reativação do CMDDM de Sobradinho, entregando no dia 06.07.2017 no Conselho Municipal de Ação Social, na pessoa de sua secretária atual, Sra. Josefa e no Gabinete do Prefeito da Cidade, ao seu Chefe, Cicero Alves, a citada solicitação, já indicando as representação da sociedade civil. A solicitação foi aceita, mas ainda não recebemos nenhuma resolução do pleito por parte do setor representativo e responsável da prefeitura. É importante a Ronda ser implantada aqui, mas será tão importante quanto, a implementação de outros instrumentos integrados a essa rede, como a reativação imediata do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher que tem como objetivo receber os casos de violência, acolhe-los, apresenta-los com propostas de soluções ao poder público para o atendimento as vitimas em todos os sentidos, de imediato, atenção jurídica e social de forma institucional às protegidas pela Ronda Maria da Penha que é uma realidade agora, sendo ambos, ferramentas importantíssimas de políticas públicas em defesa e proteção das mulheres vitimadas.

Encerrando com a seguinte frase: “Quem Ama não bate, não humilha. Respeita e Cuida” – Aldercilene Gomes – Movimento Mulheres em Foco de Sobradinho.

Fotos e Texto: George Silva/Sobradinho Notícias
Home Ads