domingo, 24 de dezembro de 2017

APLB DE SENTO-SÉ REJEITA PROPOSTA DA PREFEITURA SOBRE O DÉCIMO TERCEIRO E CONVOCA ATO PÚBLICO PARA SEGUNDA (25)


Em nota, a APLB Sindicato Núcleo de Sento-Sé Bahia, na pessoa do seu Coordenador, Antônio José Muniz da Silva, inicialmente discorda da nota emitida pela gestão municipal no último dia 22 de dezembro de 2017, em que diz que a APLB afirmou que a gestora se recusava efetivar o pagamento do décimo terceiro aos servidores municipais, o que a APLB informou em nota do dia 21 de dezembro foi que: “O Município DESCUMPRE o que determina o artigo 63 da Lei Municipal nº 70/2002, que trata da GRATIFICAÇÃO NATALINA em que o prazo limite de pagamento é até o dia 20 (vinte) do mês de dezembro de cada ano”.
O Município em reunião com a APLB no dia 21 de dezembro, em nenhum momento relatou dificuldade financeira, até porque, os demonstrativos disponíveis no site do Banco do Brasil, apresenta de 01 de dezembro até  o dia 21/12/2017, um montante creditado nas contas do município no valor R$ 4.378.838,43 (Quatro Milhões, trezentos e setenta e oito mil, oitocentos e trinta e oito reais e quarenta e três centavos).
Cabe esclarecer também, que a Classe dos trabalhadores (as) em educação do Município de Sento-Sé, tem sua representação legitima e, não admite representatividade por qualquer outra instituição sindical que não seja a APLB Sindicato (Fundada desde abril de 1952, considerada Entidade de Utilidade Pública, filiada a CNTE e CTB, com representatividade em Sento-Sé desde 1999). Portanto, a APLB Núcleo de Sento-Sé nega de ter participado e/ou firmado qualquer Termo de Ajuste de Conduta – TAC junto à Prefeitura de Sento-Sé e estranha a postura do sindicato dos servidores municipais, que em negociação prejudicou todos os servidores, inclusive os trabalhadores (as) em educação, ao qual não tem legitimidade de representação.
Em virtude dos últimos acontecimentos, o núcleo da APLB de Sento-Sé convocou Assembleia com a classe dos trabalhadores (as) em educação no dia 22 de dezembro às 15h00min na sede do Sindicato, onde, os servidores filiados da educação demonstraram uma grande insatisfação com o não pagamento do décimo terceiro salário. Nesse sentido, a classe deliberou ocorrência de manifestações sistemáticas, que se iniciará na próxima segunda-feira dia 25 e transcorrerá enquanto o pagamento não for creditado nas contas destes servidores. Os trabalhadores (as) não admitem um Natal de FOME, uma vez que é um direito constitucional e previsto em Lei Municipal, e o não pagamento desses direitos impede que estes servidores deixem de cumprir com seus compromissos junto aos bancos, comércios e demais credores.
Em tempo, a APLB Sindicato - Núcleo Local, convoca todos os profissionais da educação e convida a comunidade em geral, a participar de uma manifestação na Praça Central que ocorrerá no dia 25 de dezembro a partir das 9h00min.   
Atenciosamente,
ANTONIO JOSE MUNIZ DA SILVA
Coordenador de Sento-Sé/BA
APLB-Sindicato
Home Ads