quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

BAHIA: Rui prevê 'frustração' se Lula não for candidato; eventual substituto pode ser de fora do PT

por Bruno Luiz / Luana Ribeiro
Rui prevê 'frustração' se Lula não for candidato; eventual substituto pode ser de fora do PT
Foto: Manu Dias / GOVBA
O governador Rui Costa considerou nesta terça-feira (20) a hipótese do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não ser candidato à Presidência da República e sinalizou ainda que um nome de outro partido poderia substituí-lo caso ele seja impedido de concorrer nas eleições do próximo ano. “Eu vou torcer para que ele consiga ser candidato, acho que haverá uma grande frustração no Brasil se ele não for candidato. A escolha posterior caberá à avaliação do cenário. E ele vai ser, evidente, uma pessoa importante – se essa situação se colocar, Lula será um grande eleitor, seja como candidato, como candidato ou como apoiador. Não tenho dúvida disso e a opinião dele, evidente, vai pesar muito na escolha do nome de quem vai representá-lo”, afirmou, acrescentando em seguida: “Eu acho cedo para ficar fazendo especulação de nome. Não necessariamente, uma escolha dessa, ele escolheria alguém do PT, pode não ser alguém do PT. Se ele não puder ser candidato, ele e o Lula podem escolher outro nome de outro partido, eventualmente, para representar esse pensamento da sociedade brasileira”. A candidatura de Lula está ameaçada, já que ele será julgado em segunda instância no próximo dia 24 de janeiro – se o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmar a condenação no caso do tríplex do Guarujá, ele não poderá, em tese, se candidatar, em decorrência do que é estabelecido pela Lei da Ficha Limpa. “Eu não tenho dúvida de que Lula, cada pesquisa que sai, a força que ele tem no país inteiro. E ele está crescendo não só originalmente onde ele tinha mais força, que era no Norte e Nordeste, ele está crescendo muito no Sudeste e no Sul. Porque o povo chegou à conclusão que, nesse mar de confusão que o Brasil se meteu, o que estão fazendo com ele é perseguição. É isso que o povo chegou à conclusão. Os outros, ninguém foi julgado até agora”, contestou Rui, atribuindo o trâmite do processo de Lula a uma “Justiça partidária”. “Tudo é perseguição mesmo, do Judiciário, de alguns promotores públicos”.

BN
Home Ads