quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

BRASIL: Entenda a projeção das cotas da Série A de 2018 a partir modelo da Globo previsto para 2019

O formato de distribuição de cotas do Campeonato Brasileiro, a partir das vendas dos direitos de transmissão na televisão, mudará em 2019. Em 2018, será a última com todos contratos possíveis através da Rede Globo – tv aberta, tv fechada, pay-per-view, sinal internacional e internet.
A partir de 2019, com a entrada do Esporte Interativo na Tv por assinatura, haverá uma divisão, de clubes e receitas. Forçada pela concorrência, a Globo resolveu adotar um sistema semelhante ao da Premier League. A divisão será 40% em parcelas iguais, 30% em rendimento e 30% em audiência, em vez de 50%, 25% e 25% da liga inglesa. Conforme informado pela empresa em 24 de março de 2017, o modelo valerá por seis edições, englobando a transmissão aberta – o PPV segue à parte. Hoje, 21 clubes estão acordados com a emissora para o período, incluindo Náutico, Santa Cruz e Sport.
Embora clubes como Santos e Inter tenham firmado com o Esporte Interativo, a tendência é que todos sigam com a Globo no sinal aberto. Logo, a regra deve ser geral. O montante de “cotas fixas” é de R$ 1,346 bilhão, já com a ampliação do ‘piso’, de R$ 23 mi para R$ 28 milhões, a partir do acordo feito pelo Ceará, segundo o repórter Mário Kempes, de Fortaleza .
Nesta projeção, a única ressalva é a receita do SporTV, incorporada ao montante, mas que seria repassada apenas aos contratados da Globo, claro. Portanto, em vez do atual sistema de (oito) castas, com um hiato de R$ 142 milhões entre a maior cota (Flamengo e Corinthians) e a menor (América, Ceará e Paraná), a diferença máxima seria de R$ 79 milhões, numa redução de 44%. E seria justamente o máximo possível, entre o atual campeão/maior cotista (Corinthians) e 4º lugar da Série B/menor cota (Paraná).
Neste modelo, o Bahia teria um percentual de aumento, por ter sido 12º, passando a receber 54 milhões, sendo que recebia R$ 35 mi. Já o Vitória, passaria a receber R$ 47 milhões, 12 milhões a mais.
Confira as cotas para 2019:
Fonte: Bocãonews
PONTO DE VISTA:
Como equipes que recebem bem abaixo de outras podem formar uma equipe competitiva? Na Verdade são coadjuvantes. Algumas receberão R$ 170 milhões, outras R$ 28 milhões. Pode?
Home Ads