sábado, 31 de março de 2018

Tradição dos Penitentes acaba em Sento Sé

Fotos arquivo Osiel Amaral 
A sexta-feira Santa em Sento Sé era marcada por diversas demonstrações de religiosidade, fé, misticismo e sacrifícios como a subida da montanha e tradição dos penitentes. 
O tradicional ritual dos penitentes de Sento Sé, que durante anos manteve-se viva, chega-se ao fim. A tradição religiosa-cultural já vinha perdendo perdeu suas forças nos últimos anos. A penitência era formado por dois cordões a “Alimentadoras de almas” formados pelas mulheres e os “disciplinadores” (homens que se autoflagelar). 
Era bastante comum na noite de sexta-feira santa, os dois cordões participam da procissão que começa em frente ao cemitério municipal, na mais profunda escuridão e silêncio, percorriam ruas e avenidas, paravam em determinados pontos, chamados de estações, e terminavam na Igreja do bairro Tombador.
“SENTO SÉ, UMA CULTURA QUE MORRE.”
Home Ads