terça-feira, 10 de abril de 2018

Curaçá: chacota com relação ao salário do ‘melhor prefeito do Brasil’

Da Redação do AP

Circula nas redes sociais um texto ironizando a situação em que passa o município de Curaçá com o prefeito, Pedro Oliveira (PSC) ganhando o seu salário de gestor municipal, e com isso, a população ‘está bem servida’ por a cidade está farta de tantas ações, e não faltar nadica de nada. Ainda no texto, destaca que o gestor recebe um dos maiores salários na Bahia.
Confira: 
Curaçá vai bem, obrigado.
A imprensa noticiou que o prefeito de Curaçá, na Bahia, ganha R$ 22.700,00, um pouco acima do que ganha o governador do Estado.
Recusei-me a acreditar na notícia, pesquisei, consultei entendidos no município – e, parece – até prova em contrário, a notícia é verdadeira.
Caí na real. Se o prefeito ganha bem, é porque a Câmara Municipal autorizou. E a Câmara é composta de representantes do povo que, em ultima análise, autorizou o pagamento a Sua Excelência, porque os vereadores espelham a vontade da população.
Então está tudo certo, tudo muito direito.
Na lista dos prefeitos baianos que ganham mais que o governador, aparece Luiz de Deus, de Paulo Afonso. Ele ganha R$ 33.700,00. Só sendo de Deus mesmo, para ganhar tão bem assim.
A Bahia, salvo engano, tem 417 municípios. Curaçá está entre os 15 municípios do Estado onde os prefeitos ganham mais que o governador, segundo a notícia.
Não é pouca coisa um município se destacar entre centenas de outros.
Estou contente. E explico meu contentamento: isto autoriza presumir que as finanças de Curaçá estão muito bem e que o município não tem problemas nas áreas de saúde, educação e assistência social, por exemplo.
O transporte escolar deve ser exemplar, não falta atendimento médico, remédios, as estradas estão ótimas, et cetera e tal.
Refiro-me, evidentemente, ao que é de responsabilidade do município.
Então, neste caso, o prefeito precisa ganhar bem, sim senhor.

Fonte: açaopopular
Home Ads