sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Anvisa deve contraindicar vacina da dengue para pessoas que nunca tiveram a doença

por Bernardo Rego no dia 23 de agosto de 2018 às 18:50
Foto: Yuri Cortez/AFP
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou nesta quinta-feira (23), que vai orientar a  contraindicação da vacina contra a dengue a pessoas que nunca contraíram a enfermidade.
De acordo com o órgão, a vacina pode aumentar o risco de que a doença, caso seja contraída por essas pessoas, apresente sintomas mais graves.  A dengue é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti.
A decisão afeta a distribuição da Dengvaxia, fabricada pelo laboratório francês Sanofi Pasteur. Ela é a única vacina da dengue com registro no Brasil e é aplicada na rede privada de saúde. 
Segundo a Anvisa, a Sanofi terá 30 dias para adequar a bula eletrônica e enviar orientações para os locais onde a vacina já está sendo usada. Lotes que forem produzidos a partir desta quinta já devem trazer a contraindicação.
A proibição da vacina para os soronegativos – ou seja, quem nunca entrou em contato com o vírus da dengue – é baseada em um estudo clínico feito pela própria Sanofi.  Segundo a pesquisa, para cada mil pessoas soronegativas vacinadas, cinco foram hospitalizadas com dengue, e duas desenvolveram dengue grave. O estudo da é claro: esses casos de dengue não foram causados pela vacina, e sim, pela picada do mosquito Aedes aegypti.
A contraindicação não é exatamente uma proibição para que a vacina seja administrada. Segundo a própria Anvisa, é possível que, em alguns casos, o médico responsável considere que o 'custo-benefício' da imunização ainda compensa.
Fonte:radardabahia

Home Ads