quarta-feira, 5 de setembro de 2018

BRASIL: Alckmin afirma que caso seja eleito 'não vai nomear para ministérios investigados na Lava Jato'

por Bernardo Rego no dia 04 de setembro de 2018 às 19:12
Foto: Reprodução/Rádio Globo
Em entrevista concedida à Rádio Globo nesta quarta-feira (4), o candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, Geraldo Alckmin, afirmou que, caso seja eleito, não indicará para os ministérios 41 investigados pela Lava Jato que integram sua coligação.
A coligação encabeçada pelo tucano é composta por oito partidos além do PSDB: PP, PTB, PSD, SD, PRB, DEM, PPS, PR. De acordo com a TV Globo, essas legendas juntas têm 41 políticos investigados pela Lava Jato. Cinco das legendas (PP, PR, PRB, DEM e SD) fazem parte do chamado "centrão".
Questionado pela jornalista Rosana Jatobá, Alckmin foi enfático na sua resposta ao dizer que pretende manter a ética no grupo que o acompanhará nos ministérios. "Quando o senhor diz que quer um ministério padrão ético total, o senhor está dizendo para os eleitores que os 41 investigados na Lava Jato, que fazem parte dos partidos do centrão, não terão nenhuma pasta no seu novo ministério?", ressaltou Rosana.
O tucano afirmou: "exatamente". E emendou: "Nós vamos escolher os melhores quadros de cada partido", declarou.
Fonte: radardabahia
Home Ads