quarta-feira, 3 de outubro de 2018

‘Está claro o tamanho do assalto que o PT fez’, diz Neto sobre delação de Palocci

“Era absolutamente impossível […] vencer uma eleição para o PT enfrentando o abuso do poder econômico”, justificou o presidente nacional do Democratas

Redação
Foto: Jéssica Galvão/ bahia.ba
Foto: Jéssica Galvão/ bahia.ba

O prefeito de Salvador ACM Neto chamou de “estarrecedora” a delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci que teve o sigilo quebrado pelo juiz federal Sérgio Moro na segunda-feira (1º). Em entrevista nesta terça (2), o presidente nacional do Democratas justificou que “era absolutamente impossível […] vencer uma eleição para o PT enfrentando o abuso do poder econômico”.
“Ele [Palocci] que foi um dos principais coordenadores das duas campanhas de Dilma [Rousseff] reconheceu e confessou que ela gastou R$ 600 milhões na primeira campanha e R$ 800 milhões na segunda. Meu Deus do céu, nada pode justificar um absurdo como esse”, completou.
Questionado sobre os impactos do vazamento dos depoimentos do ex-petista nas eleições de domingo (7), Neto foi taxativo: “Eu acho que a delação dele deve servir de alerta para todos os brasileiros que, independentemente de qual venha a ser o resultado dessa eleição, a gente não pode permitir que o PT volte ao poder […] Está claro o tamanho do assalto que o PT fez aos cofres públicos e ao bolso do cidadão brasileiro”.
Fonte: bahia.Ba
Home Ads