sábado, 13 de outubro de 2018

MP denuncia dono de empresa e funcionário por afogamento de jovem em Juazeiro


MP denuncia dono de empresa e funcionário por afogamento de jovem em Juazeiro
Foto: Reprodução/ TV Bahia
O dono da empresa Caiaques do Vale e um funcionário foram denunciados pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) pela morte do adolescente Diogo Lira Ferreira, de 16 anos, em Juazeiro, norte da Bahia, no dia 7 de setembro deste ano. Eduardo Jorge Meireles da Cunha, proprietário da empresa, e Ramon Neto Costa foram acusados formalmente por homicídio qualificado.

Na denúncia, o promotor de Justiça Raimundo Moinhos explica que dois adolescentes teriam alugado um caiaque duplo com a empresa Caiaque do Vale, juntamente com dois coletes salva-vidas, para uma hora de uso no Rio São Francisco, em Juazeiro. Conforme o MP, os dois teriam ultrapassado o tempo, o que levou o responsável pelo estabelecimento, Eduardo Jorge, a determinar que Ramon utilizasse outro caiaque para “ir até os adolescentes e tomar os coletes e o caiaque”.

Segundo o promotor, a vítima foi abordada “de surpresa, no meio do rio”, o que impossibilitou a sua defesa. O crime também foi qualificado por motivo fútil porque ordem para que os adolescentes voltassem nadando se deu “somente pelo fato deles terem ultrapassado o tempo do aluguel”. A denúncia registra que, mesmo “cientes de que na região a correnteza é violenta e são rotineiros os casos de afogamento”, os acusados determinaram que eles “voltassem nadando”. A atitude, segundo o promotor, configura dolo eventual. “Ainda que não desejassem, eles assumiram o risco de que o afogamento acontecesse”, afirmou Moinhos.

BN
Home Ads