BAHIA: 137 eleitos na Bahia são diplomados e assumem mandatos em janeiro

Cerimônia de diplomação ocorreu nesta segunda-feira (17) no Teatro Castro Alves (TCA)
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) diplomou ontem 137 políticos baianos eleitos em outubro passado, entre eles o governador reeleito, Rui Costa (PT), o vice João Leão (PP) e os senadores Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD). Além deles, receberam diploma os 39 deputados federais e os 63 parlamentares estaduais, além dos 32 suplentes na Assembleia e Câmara. Também foram diplomados os quatro  suplentes de senadores. Com isso, eles estão aptos a assumirem seus mandatos a partir de janeiro. 
Um suplente de deputado federal, Dr. João (Pros) não foi diplomado por ter pendências judiciais. Já o candidato a deputado federal Isaac Carvalho (PCdoB), foi eleito, mas acabou barrado pela Lei da Ficha Limpa e também não recebeu diploma da Justiça.
A cerimônia foi realizada no Teatro Castro Alves e conduzida pelo presidente do TRE, desembargador José Edivaldo Rotondano, que, em discurso, deu ênfase ao combate às fake news nas eleições e à “enorme tarefa de construir e resgatar a esperança de dias melhores” dos eleitos.
Rui, que enfrenta protestos de servidores públicos, disse que as recentes medidas de austeridade são necessárias para manter a saúde financeira do estado. “Os ajustes têm que ser feitos para que a Bahia não entre naquela lista de 18 estados que atrasam salários”, afirmou.
O governador afirmou que se inspirou em exemplos de outros estados para o projeto que reduz gratificações para professores da rede estadual. Segundo ele, a ideia da proposta não é desvalorizar os profissionais, como acusa a APLB, mas atrelar as gratificações ao crescimento dos indicadores da educação no estado, que teve o pior ensino médio segundo avaliação do Ideb. 
O chefe do Executivo estadual contou que a proposta foi inspirada em estados como Ceará e Pernambuco, que atrelam as gratificações ao crescimento dos indicadores. "A Bahia paga o melhor salário (para professores) do Norte Nordeste. O que estamos fazendo é pegando bons exemplos de outros estados.  Chegou a hora de retribuir à sociedade, que paga nossos impostos, que paga nossos salários, uma educação de qualidade", afirmou. 
De acordo com o governador, cerca de 51% dos professores do estado ganham mais de R$ 8 mil. Rui ainda negou que o projeto atrele a gratificação ao índice de permanência nas escolas, embora haja um artigo na proposta que preveja esta medida. 
Ao falar sobre o pacote de austeridade, disse serem medidas necessárias para manter a saúde financeira do estado. "Os ajustes têm que ser feitos para que a Bahia não entre naquela lista de 18 estados que atrasam salários. Nesse exato momento seis Estados não pagam 13o. A Bahia vai seguir em frente pagando um dos três melhores salários para professores do Brasil", afirmou. 
Para o início do segundo mandato, o governador destacou a entrega do novo aeroporto de Vitória da Conquista e o início da construção do novo Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana. "Vamos iniciar a construção de mais 5 km de metrô, além das obras do VLT que vão ligar Simões Filho a Salvador. Mais dez policlínicas que eu inauguro até o mês de abril", disse.
Fonte: correio24horas
Tecnologia do Blogger.