OPINIÃO: Isaac Carvalho, o dano para Juazeiro e a falta de competência da equipe

Este Blog publicou nesta segunda (17) que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, negou pedido de liminar feito pelos advogados do ex-prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, que buscava suspender os efeitos da sentença do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA), no processo que originou sua situação de inelegibilidade.
Deputado federal eleito com mais de 100 mil votos, Isaac luta para reverter o indeferimento do registro da sua candidatura.
O que se pergunta é: até quando Isaac vai continuar essa luta inglória? O ex-prefeito caiu sob o mesmo argumento do ex-presidente Lula (PT), que não pôde participar da eleição por estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Se Lula não conseguiu reverter, por que Isaac conseguiria?
Um outro ponto a ser discutido é o tamanho da responsabilidade do ex-prefeito em concorrer, fazendo uma população inteira sonhar em ter um deputado para chamar de “seu”, mesmo sabendo que poderia ganhar e não levar, quando poderia abrir espaço para alguém com condições de assumir o cargo.
Tem ainda um alerta que fica para todos os gestores: além do procurador, ninguém na prefeitura viu o erro? Ninguém da controladoria, de finanças, ninguém da área de contábeis viu o erro? Foi preciso um tribunal auditar as contas para encontrar a falha? Claro que Isaac errou, mas, de competente, sua equipe não pode reivindicar a marca.
FONTE: Carlos Britto
Tecnologia do Blogger.