quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

MUNDO: “Vamos ao combate”, ameaça Maduro após Guaidó se declarar presidente


O ditador venezuelano Nicolás Maduro fez um duro discurso no Palácio Miraflores horas depois de o presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, ter se declarado presidente interino do país. Ele anunciou o rompimento de relações diplomáticas e políticas com os Estados Unidos.
“Temos denunciado o governo imperialista dos EUA, que dirigem uma operação para impor um golpe de estado na Venezuela. Pretendem eleger e designar o presidente da Venezuela por vias não constitucionais”, acusou.
“Aqui não se rende ninguém, aqui não foge ninguém. Aqui vamos à carga. Aqui vamos ao combate. E aqui vamos à vitória da paz, da vida, da democracia”, disse, “Cabe aos órgãos da justiça agirem de acordo com a lei e os códigos venezuelanos, e isso é uma questão de justiça, para preservar o Estado, a ordem democrática e a lei venezuelana”.

BN/Pretonobranco
Home Ads