Adolescentes suspeitos de compartilhar áudios com ameaças a escolas prestam depoimento em Irecê

por Mateus Carmo no dia 03 de April de 2019 às 17:41
Foto: Ilustração
Na tarde desta quarta-feira (3), dois adolescentes, de 16 e 17 anos, foram encaminhados para a Delegacia Territorial de Irecê, no interior da Bahia, a fim de explicar o compartilhamento de mensagens ameaçadoras em um grupo de Watshapp formado por alunos de um colégio no município.
Uma denúncia anônima feita ao Centro de Comunicação revelou que os dois jovens, um aluno e o outro um ex-estudante da unidade de ensino, teriam gravado áudios ameaçando cometer atos terroristas e enviaram para os colegas. Um dos meninos foi abordado no colégio e o outro em na casa onde mora. Os dois foram levados por equipes do 7º Batalhão de Polícia Militar (BPM/ Irecê).
De acordo com a delegada plantonista da DT/Irecê, Ariadne Aragão de Almeida, os celulares dos dois foram recolhidos e serão analisados. “O diretor do centro de ensino também compareceu na delegacia”, revelou. Em depoimento, os dois afirmaram que só repassaram mensagens que receberam via rede social, mas essa versão vai ser investigada.
Casos envolvendo ameaças e disseminação de mensagens com conteúdos aterrorizadores são investigados pela Secretaria da Segurança Pública. A situação aconteceu em diversas cidades baianas e pelo menos cinco escolas e uma faculdade particular suspenderam as aulas. Informações podem ser transmitidas de forma sigilosa através do Diques Denúncia (181).
FONTE: radardabahia

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.