Futebol do Nordeste faz história na Copa do Brasil e cala críticos

 por Neison Cerqueira no dia 11 de junho de 2021 às 14:20

Foto: Reprodução / Ge.globo

A região do nordeste brasileiro não só possui o maior número de estados, com nove no total (são eles: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe), como atualmente é a que mais representa o futebol brasileiro na edição de 2021 da Copa do Brasil.

O Nordeste, com suas diferentes características físicas, é dividido em quatro sub-regiões: meio-norte, sertão, agreste e zona da mata, tendo níveis muito variados de desenvolvimento humano ao longo de suas zonas geográficas, tem também equipes que são raízes e trazem suas essências no peso da camisa que vestem para entrar em campo. E dentro dele, equipes da Bahia, Alagoas, Natal e Ceará seguem firmes e fortes na competição.

É no nordeste que muitas pessoas passam férias. O mesmo aconteceu com Chapecoense, Vila Nova-GO, Cruzeiro, Internacional, Palmeiras e Ceará. Este último, porém, já é de casa. A semana da Copa do Brasil mostrou o fortalecimento da região nordestina a nível nacional. De improváveis favoritos à classificados por competência e mérito, o futebol do nordeste deu as devidas respostas da melhor forma: na bola.

A contagem começou com o ABC, que eliminou a Chape após um impiedoso 3 a 0 no Frasqueirão. O Bahia derrotou o Vila Nova com um gol aleatório de Gilberto, enquanto o CRB e Juazeirense desbancaram Palmeiras e Cruzeiro, respectivamente, nos pênaltis. Esses jogos aconteceram na quarta-feira (9). Na quinta (10), o Vitória, em pleno Beira-Rio, mostrou ao Inter "o que é o baiano" tem, e o Fortaleza rugiu mais alto e eliminou o rival, Ceará, no Castelão.

Agora a Copa do Brasil é a Copa do Nordeste. Na semana em que o jornalista/comentarista e torcedor do Palmeiras, Domênico Gatto, se desfez e destratou o futebol do nordeste, afirmando que os times e a própria Copa do Nordeste são "uns lixos", nada melhor que dar essa dor cabeça e deixar pesar na consciência. A disparidade dos times do sul-sudeste a nível financeiro é incomparável e inegável, mas isso é desde que o futebol é futebol. Só esquerecem que aqui os times nordestinos têm uma coisa diferenciada e que agora o Brasil inteiro conhece: a força. E nunca duvide.

Parabéns ABC, Bahia, CRB, Juazeirense, Vitória e Fortaleza

FONTE: radardabahia

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.