“Fechamento do Club Med é reflexo do desgoverno Rui no turismo”, afirma Paulo Azi

Foto: Divulgação
Azi lembra que o fechamento do Club Med não é um fato isolado no turismo da Bahia
O deputado federal Paulo Azi, presidente do DEM na Bahia, lamentou o fechamento do Club Med Itaparica, um dos maiores e mais importantes resorts da Bahia. Para ele, o encerramento das atividades do equipamento, estabelecido na Ilha de Itaparica há mais de 40 anos, é reflexo do descaso do governador Rui Costa (PT) com o turismo da Bahia.
“A falta de políticas sérias e efetivas do desgoverno Rui para o turismo da Bahia tem provocado casos como o do Club Med, que infelizmente encerrou suas atividades, o que vai trazer prejuízos incalculáveis para o estado”, afirma Azi, ao revelar que estimativas apontam que o resort gerava, direta e indiretamente, cerca de 4 mil empregos.
Ele ressalta que há muito o turismo da Ilha de Itaparica vem cobrando medidas do governo que facilitem o acesso e estimulem o desenvolvimento do setor, com uma política de promoção do destino mais efetiva. “Mas, na prática, os governos petistas nada fizeram. Na verdade, até fizeram, mas para pior. O ferryboat, por exemplo, não oferece boas condições de acesso à Ilha, afugentando turistas. Rui ignora o assunto e vai empurrando os problemas para debaixo do tapete”, critica.
Paulo Azi lembra que o fechamento do Club Med não é um fato isolado no turismo da Bahia. Além do desabamento do Centro de Convenções, em 2016, que provocou prejuízo bilionário ao turismo de negócios, ele cita a demora do governador em reduzir o ICMS para o combustível da aviação, o que fez o estado perder competitividade para atrair voos.
“Na verdade, o que estamos vendo é consequência de um desgoverno que abandonou o turismo, com uma gestão incompetente e ineficiente. Rui não percebeu que o turismo poderia ser uma importante alternativa para superar os efeitos da crise econômica, como fez o prefeito ACM Neto (DEM)”, diz o parlamentar, ao lembrar que, em Salvador, os índices do setor só têm aumentado.
Como medidas adotadas na capital baiana, o presidente do DEM na Bahia lista a construção do Centro de Convenções Municipal, a promoção do destino em diversos mercados nacionais e internacionais e a implementação de um calendário de eventos forte e diversificado, o que tem provocado a elevação da taxa de ocupação hoteleira em Salvador, especialmente no verão.
FONTE: poliicalivre

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.