Como e quando limpar o celular para evitar contaminação por germes

Estamos rodeados de bactérias, é um fato. Ainda assim, felizmente a maioria é benéfica. Porém, os germes capazes de provocar doenças, como intoxicação alimentar, gripe e constipações, podem entrar facilmente em contato com o organismo caso não haja cuidados. Nesse sentido manter uma boa higiene dos celulares e tablets é fundamental.
As bactérias causadoras de doenças entram no organismo de várias formas. “Tendem a fazer isso agarrando-se às mãos e, de seguida, movendo-se para os alimentos que coloca na boca. No entanto, também podem ter acesso ao seu sistema imunitário quando toca as orelhas, narinas ou fraturas na pele, como cortes e arranhões. O telefone é um veículo importante na transmissão de organismos infecciosos”, disse Philip Tierno, professor da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, à revista Time. “E não adianta nada lavar bem as mãos com água e sabão se antes de chegar à mesa a pessoa volta a tocar no celular repleto de germes”.
Limpar o celular
A frequência com que os smartphones e tablets devem ser limpos depende da forma como os indivíduos lidam com os dispositivos no quotidiano. Pessoas que costumam utilizar o telefone no transporte público ou durante as refeições devem limpá-lo diariamente, ao menos duas vezes.
Quem não costuma usar telefones e tablets em lugares com maior incidência de germes ou evita utilizá-los durante as refeições não necessita de ser tão diligente com a higienização, embora isso seja recomendado ao menos uma vez por dia para prevenir a contaminação.
Adicionalmente, as capas de borracha, muito populares como ferramenta para proteger o celular contra quedas, acumulam ainda mais bactérias do que as partes de metal, vidro ou plástico. As laterais da capa e do telefone também tendem a reunir mais germes do que as superfícies lisas.
FONTE: Informebaiano

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.