Em Remanso, população está preocupada sem saber do números exato de infectados pelo coronavírus

Da Redação

Moradores do município de Remanso já começam à ficar irritados com a decisão do governador Rui Costa (PT) em ter contratado 30 leitos clínicos e 10 leitos de UTI para o Hospital São Pedro.
O objetivo era ampliar e descentralizar o atendimento à pacientes mais graves da Covid-19. Desde o início da pandemia, o prefeito Zé Filho (PSD) não tomou as devidas precauções deixando as divisas do município sem barreiras sanitárias o que causou a indignação de milhares de pessoas que hoje sofrem as sérias consequências.
Para complicar mais ainda, depois da decisão do Governador,  em contratar leitos para a unidade de saúde local para atender os municípios de Pilão Arcado, Campo Alegre de Lourdes, Sento Sé para serem atendidos  na cidade, o número de casos de coronavírus fugiu do controle. Nas redes sociais a revolta popular é geral. A reportagem do AP tentou obter dados do último boletim sobre o número de registros, através da página da Prefeitura e e em veículos de comunicações da região e não conseguiu. O último boletim apresentado está datado de 13 de maio com 7 casos confirmados.


Nos municípios vizinhos de Campo Alegre de Lourdes, Sento Sé e Pilão Arcado os números tem aumentado a cada dia.
FONTE: açaopopular

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.